Fechar
Diário 05 Abril 2019, 14:53

Fernando Morientes: Uma temporada na história do AS Monaco

O AS Monaco deseja um excelente aniversário ao seu ex-goleador, que comemora 43 anos. Hora de reviver a histórica temporada 2003/2004, liderada por sua estrela espanhola.

“Um cara excepcional”

Rei da área, artilheiro, competidor: Todos essas qualidades melhor definem o atacante espanhol. Emprestado pelo Real Madrid, Morientes coloca sua bagagem no Principado em 2003. À primeira vista, ele é o epítome da elegância, dentro e fora do campo. Acabou de chegar, já havia conquistado os corações dos fãs e seus companheiros de equipe. Alguns anos depois, Jérôme Rothen atesta:

Ele sempre dava prioridade ao coletivo. Ele sempre foi humilde.
Esse cara é simplesmente excepcional!
Jérôme Rothen companheiro de equipe de Morientes (2003-2004)

“Antonio Pintus na primeira posição”

Quando ele chegou em Rocher, o espanhol foi acompanhado por Antonio Pintus, então treinador físico do clube.

Antonio lhe dá um tratamento especial, para torná-lo um jogador formidável. Fernando seguiu uma dieta específica e encarou sessões de treino individuais.

Ele mencionou sua relação com Antonio para “Cadena Cope”, uma rádio espanhola:

"Ele é um cara muito legal e gentil, eu gosto muito dele, mas ele também é um bastardo (risos)." Meu peso era de 83 quilos, mas em Mônaco, Pintus me deixou com 79 quilos, em apenas três semanas. Se eu selecionar um top-3 dos principais preparadores da minha carreira, Antonio Pintus está em primeiro lugar, sem dúvida."
Fernando Morientesgoleador do AS Monaco (2003-2004)

A Liga dos Campeões para escrever história

Uma preparação que dará frutos para o atacante espanhol. Na liga, os monegascos ficaram em 3º e Morientes marcou 10 gols. Mas é na Liga dos Campeões que ele decide escrever sua história e um capítulo do AS Monaco.

Fernando Morientes no topo da Europa

Juntamente com Giuly, Rothen e sob a direção de Didier Deschamps, ele participou do épico episódio dos monegascos que chegaram às finais (2003-2004). O espanhol sozinho marcou 9 gols na competição e foi o artilheiro.

Frente aos galáticos do Real Madrid (quartas de final), ele marcou um gol no jogo de ida em Santiago Bernabéu (4-2). Na volta, ele entrega um passe decisivo para Giuly, em seguida, dá a vantagem para os Vermelhos e Brancos (2-1). O placar final de 3-1 permite que o Monaco elimine o Real graças à regra do gol fora. Ironicamente para os madrilenos, fora da competição pelo atacante espanhol que lhes pertence.

Na semifinal contra o Chelsea, Fernando novamente lidera os monegascos. Como no Bernabéu, ele dá vantagem ao AS Monaco após a expulsão do Zikos na primeira partida. O Rouge et Blanc vence por 3 a 1 no Stade Louis-II. Na volta, Morientes marca novamente e o AS Monaco se classifica para a final (2-2).

Na final, os Vermelhos e o Brancos perderam por três a zero frente a uma equipe mais experiente do Porto. Os monegascos estiveram perto de ganhar a competição mais prestigiada. O atacante espanhol fez parte da Seleção da UEFA. Um capítulo que marcou a história do futebol europeu.

Fernando Morientes é chamado pelo Real Madrid no final da temporada e deixa o Principado. Deixa para trás a imagem de um grande profissional, que orgulhosamente usou as cores Vermelho e Branco e contribuiu para a história do AS Monaco. No total, ele marcou 22 gols em 42 jogos disputados.

Obrigado por tudo, lenda!

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.