Fechar
Ligue 1 Conforama 06 Outubro 2019, 00:17

Fim de série em Montpellier

Fim de série em Montpellier
Apesar de um bom começo de partida e de várias oportunidades para abrir o placar, o AS Monaco perdeu por 3 a 1 para o Montpellier. Fim da série de três jogos sem derrota e 29 anos de invencibilidade em La Mosson pela Ligue 1

Após cinco minutos de observação entre duas equipes cautelosas, o AS Monaco dominou o duelo durante a primeira meia hora. A posse de bola era monegasca e a maior oportunidade no início da partida foi para Kamil Glik. Em cobrança de escanteio de Golovin, o capitão subiu e cabeceou com força para Rulli fazer linda defesa (15’/1ºT). Dez minutos depois, foi Golovin quem viu a trave balançar após tabelar com Fàbregas e chutar cruzado. A posse e as oportunidades eram monegascas, mas quem abriu o placar foi o Montpellier. Pela direita, Florent Mollet tabelou  com Gaëtan Laborde e cabeceou para o fundo da rede.

Apesar de um grande Lecomte…

Diante de seu ex-clube, o goleiro do AS Monaco foi decisivo várias vezes após este primeiro gol. Ele venceu seu duelo contra Andy Delort (33’/1ºT) e, poucos minutos depois, após um voleio de Gaetan Laborde, ele espalmou a bola para escanteio (35’/1ºT). Mas o Montpellier ainda conseguiu marcar o segundo gol da partida. Pouco antes do final do primeiro período, em cobrança de escanteio de Mollet, Andy Delort forçou Lecomte a fazer mais uma grande defesa, mas Pedro Mendes pegou o rebote e aumentou a vantagem para os donos da casa. Lecomte ainda fez duas defesas diante de Pedro Mendes e Mollet antes do final do primeiro tempo (44’/1ºT).

Montpellier HSC 3-1 AS Monaco
1 / 46

A eficiência do Montpellier

Depois do intervalo, o AS Monaco voltou melhor. Após cobrança de falta de Fàbregas, Maripán estava em boa posição, mas Rulli interveio e impediu o chileno de reduzir o placar. Maripán voltou a aparecer no escanteio seguinte, só que sua cabeçada desta vez foi para fora (7’/2ºT). Sentíamos que o AS Monaco era capaz de retornar à partida, mas a eficácia do Montpellier matou as esperanças monegascas quando Delort aproveitou um cruzamento de Mollet para marcar o terceiro gol da partida (11’/2ºT). Se o atacante franco-argelino teve a infelicidade de se machucar na jogada, ele deixou o gramado com uma vantagem de três gols para a sua equipe.

Ben Yedder reduz o placar

Mesmo incomodados pelo cenário desta partida, os jogadores de Leonardo Jardim não desistiram. Após passe de Islam Slimani, Wissam Ben Yedder encarou Rulli e venceu seu duelo com um excelente toque por cima com o pé esquerdo (23’/2ºT). Um golaço, o seu sexto no campeonato e o sexto passe decisivo para o seu companheiro de equipe, mas eram necessários mais dois na esperança de trazer um ponto dessa viagem. O AS Monaco colocou seu coração em campo nos últimos 20 minutos, com incursões de Gelson Martins e Ruben Aguilar, que entrou em campo no lugar de Guillermo Maripán. Slimani cabeceou em vão após cruzamento de Martins, mas a expulsão de Aleksandr Golovin pelo segundo cartão amarelo recebido após falta em Hilton tornou as coisas ainda piores (36’/2ºT). De muito difícil, a tarefa tornou-se impossível. Apesar de um último e vão esforço para tentar mudar o rumo da partida, o AS Monaco não conseguiu superar a defesa do MHSC. 3 a 1 placar final. A reação deverá ser buscada no próximo jogo contra o Rennes no Stade Louis-II, em 20 de outubro.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.