Fechar
Portrait 02 Setembro 2020, 12:41

Kevin Volland e a versatilidade em prol do coletivo

Kevin Volland e a versatilidade em prol do coletivo
O atacante alemão de 28 anos, que acaba de assinar por quatro anos com o AS Monaco, tem uma vasta experiência na Bundesliga e na Europa, onde demonstrou que pode atuar em qualquer posição do ataque

“O perfil de Kevin é o de um atacante versátil, capaz de jogar como centroavante, segundo atacante ou ponta em ambos os lados”. Estas são as palavras de Paul Mitchell, Diretor Esportivo do AS Monaco, para descrever Kevin Volland, a nova contratação do clube. Se a versatilidade às vezes é vista como uma desvantagem no futebol moderno, o alemão tornou-a uma verdadeira força desde sua estreia.

Prodígio no Munique 1860

Nascido na Baviera, Kevin ingressou no centro de formação do Munique 1860 no verão de 2007, com 14 anos, já atuando pelo sub-17 do clube. Suas atuações valeram-lhe convocações para a seleção alemã da categoria um ano depois. Rapidamente, ele deu os primeiros passos para subir ao sub-19 e depois à equipe B do clube, continuando a ser convocado em todas as faixas etárias da seleção (44 partidas, 24 gols).

Aparecendo na Copa da Alemanha em agosto de 2010, ele começou a se apresentar pelo time profissional um mês depois, na Bundesliga 2, aos 18 anos. Em Munique, ele totalizou 60 jogos em duas temporadas com a equipe principal, marcando 20 gols e proporcionando 16 assistências. A partir desse período, seu altruísmo se refletia em suas atuações e sua versatilidade lhe permitiu estar nos radares do Hoffenheim, onde ingressou em 2012.

Decisivo sempre

Como em Munique, ele rapidamente provou ser indispensável ao ataque e rapidamente se tornou titular. E assim como em Munique, ele mostrou com suas estatísticas (36 gols e 39 assistências em 144 jogos) que era capaz de marcar e fazer com que seus parceiros marcassem. Seja jogando pela ponta, como segundo atacante ou centroavante, o canhoto usa sua vivacidade e desempenho atlético na área adversária.

Em 2016, depois de quatro temporadas completas com o clube da região de Stuttgart, Kevin Volland assinou com o Bayer Leverkusen. Lá, ele experimentou o mais alto nível, com uma equipe regularmente envolvida na Liga dos Campeões. Em quatro anos, ele disputou cerca de vinte duelos europeus, incluindo 12 na Champions. Ele ainda enfrentou o AS Monaco na fase de grupos da temporada 2016-2017, no famoso empate por 1 a 1 com um gol extraordinário de Kamil Glik no último minuto.

Experiência no Bayer

Com o clube da gigante mundial da indústria farmacêutica, ele que foi convocado para a seleção alemã de Joachim Löw (10 partidas, 1 gol), disputou 148 partidas (50 gols, 32 assistências). Alinhado com mais frequência pelo meio em Leverkusen, ele se afirmou um pouco mais como um atacante eficaz, regularmente citado entre os melhores atacantes da Bundesliga ao lado de Robert Lewandowski. Mas também como líder, já que usou a braçadeira de capitão cerca de 30 vezes.

Muito completo no jogo e generoso nos esforços, Kevin Volland tem um remate forte com os dois pés, o que o torna um dos poucos canhotos ambidestros. Muito experiente com quase 250 jogos na Bundesliga, ele também se sente confortável no ar, apesar do seu tamanho (1,79m), e foi uma prioridade para o AS Monaco. “Sua chegada demonstra nosso desejo de fortalecer o elenco com perfis específicos”, resume Oleg Petrov, Vice-Presidente e CEO.

Qualidades que se encaixam perfeitamente com o estilo de jogo agressivo que Niko Kovac já colocou em prática na preparação e desde a retomada da Ligue 1. O clube dá as boas-vindas a Kevin e deseja o maior sucesso possível para esta temporada 2020-2021 e os próximos anos.

1 / 4
AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.