Fechar
Ligue 1 Uber Eats 08 Novembro 2020, 19:09

A Costa Azul é vermelha e branca!

A Costa Azul é vermelha e branca!
O AS Monaco venceu o 99º derby da Côte d'Azur, dominando o OGC Nice no Allianz Riviera (2-1), após uma partida heroica dos Rouge et Blanc de Niko Kovac

Para este 99º derby da história entre OGC Nice e AS Monaco, Niko Kovac decidiu repetir o time titular vitorioso diante do Girondins de Bordeaux no último fim de semana (4-0). A única mudança notável era a presença do goleiro italiano Vito Mannone em sua estreia na Ligue 1, após a perda de Benjamin Lecomte, que sofreu uma fratura no quarto metatarso da mão direita durante o treinamento. Assim, foi com o mesmo 4-4-2 que os Rouge et Blanc iniciaram o jogo.

Um derby que começou com uma arrancada de Kevin Volland logo aos 3 minutos de jogo. O alemão passou pela marcação e mandou uma bomba no travessão de Walter Benítez , visivelmente batido. No final da jogada, Wissam Ben Yedder pegou a sobra e tentou a sorte também da esquerda. A bola, desviada por um zagueiro do OGCN, desta vez terminou na trave esquerda do goleiro argentino.

Uma grande pressão finalmente recompensada

Kevin Volland, novamente ele, apareceu aos 9 minutos, quando Sofiane Diop o lançou pelo meio. O atacante deslocou-se para a direita e bateu rasteiro, mas o goleiro do Nice fez ótima defesa, assim como no chute de Youssouf Fofana da entrada da área e no duelo cara a cara com Wissam Ben Yedder (11’/1ºT). O AS Monaco pressionava, mas ainda não conseguia abrir o placar.

Após um início de pressão monegasca, tivemos alguns minutos de observação entre as duas equipes. Até o escanteio cobrado por Youssouf Fofana, que Axel Disasi cabeceou de forma perfeita, subindo mais do que todo mundo (0-1, 23’/1ºT). O zagueiro monegasco marcou seu segundo gol na temporada, um gol que veio acima de tudo para premiar o domínio dos visitantes.

Quase o segundo gol antes do intervalo

Um domínio que esteve perto de dar ao AS Monaco dois gols antes do intervalo, mas Sofiane Diop não conseguiu balançar a rede (36’/1ºT). Pouco antes, Kasper Dolberg havia tentado o primeiro chute do OGC Nice. Os jogadores de Niko Kovac mantiveram um alto nível de pressão, o que permitiu a Wissam Ben Yedder lançar Gelson Martins desta vez. Perseguido pelo defesa e atrapalhado pela saída furtiva de Walter Benitez, o português não conseguiu finalizar bem (41’/1ºT). Apesar de tudo, os monegascos regressaram ao vestiário com um gol de vantagem.

Uma vantagem que se manteve no início do segundo período, apesar de um primeiro alerta com o remate de Jeff Reine-Adelaide, que Vito Mannone defendeu sem problemas (6’/2ºT). Um momento oportuno para Sofiane Diop interceptar uma má saída de bola do Nice e ir sozinho ao gol para deslizar a bola entre as pernas de Walter Benítez (0-2, 8’/2ºT).

Um final de jogo de tirar o fôlego

O OGC Nice, atordoado, esteve prestes a levar mais um com um remate contundente de Wissam Ben Yedder, que passou por cima da trave de Walter Benítez (20’/2ºT). Infelizmente para os monegascos, Pierre Lees-Melou, atento a um remate de Lotomba espalmado por Vito Mannone, reduziu a diferença ao pressionar Axel Disasi (1-2, 24’/2ºT). Um golpe duro para os Rouge et Blanc, que estavam bem no jogo até o momento.

E o AS Monaco não esteve longe do terceiro gol. Bem servido por Wissam Ben Yedder, Willem Geubbels chutou cruzado na trave direita de Walter Benítez, novamente batido (38’/2ºT). O final do jogo foi de tirar o fôlego neste 99º derby ao qual não faltou ritmo. A tensão chegou ao auge quando o quarto árbitro anunciou quatro minutos de acréscimos.

Com o pódio na mira

Com esses três pontos, os monegascos conquistaram o 6º lugar, apenas dois pontos atrás do segundo colocado. O próximo duelo será importante, dentro de casa contra o Paris Saint-Germain, pela 11ª rodada da Ligue 1.

Daghe Munegu!



A ficha do jogo:

Ligue 1 Uber Eats – 10ª rodada
OGC Nice 1-2 AS Monaco

Gols: Pierre Lees-Melou (24’/2ºT) para o OGC Nice; Axel Disasi (23’/1ºT) e Sofiane Diop (8’/2ºT) para o AS Monaco

OGC Nice: Benítez – Boudaoui (Claude-Maurice, 22’/2ºT), Bambu, Schneiderlin, Nsoki (Ndoye, , Lotomba – Thuram (Pelmard, 1’/2ºT), Lees-Melou – Reine-Adélaïde (Maolida, 22’/2ºT), Dolberg (Lopes, 22’/2ºT), Gouiri.
Treinador: Patrick Vieira

AS Monaco: Lecomte – Aguilar, Disasi, Badiashile, Caio Henrique – Diop (Geubbels, 28’/2ºT), Tchouameni, Fofana, Gelson Martins (Sidibé, 40’/2ºT) – Volland (Florentino Luís, 34’/2ºT), Ben Yedder © (Pellegri, 40’/2ºT).
Treinador: Niko Kovac

Rise. Risk. Repeat.