Fechar
Ligue 1 Conforama 04 Outubro 2020, 17:16

Derrota dos valentes jovens monegascos em Brest

Derrota dos valentes jovens monegascos em Brest
O AS Monaco perdeu com uma equipe muito rejuvenescida no gramado do Stade Brestois (1x0), pela sexta rodada da Ligue 1

Para esta 6ª rodada da Ligue 1, Niko Kovac viu-se privado de vários jogadores lesionados (Golovin, Henrique, Maripán, Ballo-Touré), além das suspensões de Axel Disasi e Aurélien Tchouameni, dois potenciais titulares desde o início da temporada. O treinador monegasco decidiu então partir para o seu tradicional 4-3-3, com três defensores formados na Academy, incluindo Giulian Biancone posicionado na lateral-esquerda. Sofiane Diop atuou no meio-campo, com Gelson Martins posicionado no lado esquerdo do ataque.

Pressão dos bretões

Como de costume, o Stade Brestois pressionou desde o início do jogo, fazendo jus à sua reputação de equipe ofensiva. Depois de uma primeira oportunidade para Wissam Ben Yedder (7’/1ºT), foram os bretões que abriram o placar. Após cruzamento de Gaëtan Charbonnier pela esquerda, Romain Faivre, jogador formado na Academy do AS Monaco, completou para o fundo da rede (1×0, 8’/1ºT).

Abafados pela pressão intensa do Brest, os monegascos foram surpreendidos novamente em uma arrancada de Steve Mounié pelo lado direito da área, mas o remate desviado por Benjamin Lecomte foi finalmente afastado em cima da linha por Chrislain Matsima (10’/1ºT). Na sequência, Gelson Martins assustou o Stade Francis-Le Blé com um chute que passou a poucos centímetros da trave esquerda de Gautier Larsonneur (13’/1ºT).

Um domínio monegasco não recompensado

Seguiu-se uma grande batalha no meio de campo entre duas equipes que não queriam deixar o domínio técnico para o adversário. Apesar de tudo, a bola era predominantemente monegasca, com 60% de posse para os jogadores de Niko Kovac, que ainda lutavam para chegar perto da área adversária e se mostrarem perigosos, com apenas um chute certo em nove tentativas. Apenas uma chance de Giulian Biancone pouco antes do intervalo levou perigo, após uma oportunidade de Wissam Ben Yedder em cobrança de falta desviada pela barreira (45’/1ºT).

Como resultado, Niko Kovac decidiu trazer a mais recente contratação da janela de transferência monegasca, o meio-campista português Florentino Luís, para defender a zaga. Apesar de tudo, os donos da casa recomeçaram a etapa final da mesma forma que no primeiro período, com duas oportunidades em rápida sucessão para Gaëtan Charbonnier (5’/2ºT). Foi pouco depois que os companheiros de Cesc Fàbregas começaram a pressionar. Primeiro após cruzamento de Giulian Biancone bem recebido de cabeça do outro lado por Ruben Aguilar (15’/2ºT).

Mudança de ritmo

Depois, tivemos um voleio de Sofiane Diop na entrada da área (16’/2ºT). Como que para apoiar esse novo domínio dos visitantes, Niko Kovac decidiu trazer sangue novo. Stevan Jovetic e Enzo Millot, estreante na Ligue 1, entraram em campo para dinamizar o ataque. Neste momento, o AS Monaco contava com cinco jogadores formados na Academy no gramado do Francis-Le Blé, com Romain Faivre pelo lado do Brest.

O AS Monaco, então com uma equipe muito rejuvenescida, corajosamente tentou a sorte contra uma valente equipe bretã. Uma ousadia que levou a um chute para fora de Jovetic (27’/2ºT). Na sequência, o clube do Principado se rejuvenesceu ainda mais, com as entradas de Pietro Pellegri e Willem Geubbels. Niko Kovac até fez uma importante mudança tática quando passou a atuar com três zagueiros.

Uma pressão sem sucesso

Uma mudança que esteve prestes a dar frutos na cabeçada de Stevan Jovetic, que passou muito perto da trave esquerda de Gautier Larsonneur (38’/2ºT). Depois, Ruben Aguilar disparou novamente pela direita e quase marcou na sequência (40’/2ºT). Os monegascos pressionavam, mas os bretões continuavam muito compactos com um bloco de nove jogadores no centro para proteger a grande área.

O AS Monaco acabou sendo derrotado, apesar da posse de bola amplamente favorável (67%) e nada menos do que 21 tentativas. Apesar de tudo, os Rouge et Blanc permanecem em sexto lugar na classificação da Ligue 1, a três pontos do pódio.

A ficha do jogo

Ligue 1 Uber Eats – 6ª rodada

Brest 1×0 AS Monaco

Gols: Faivre (8’/1ºT) para o Brest

Amarelos: Gelson Martins (38’/1ºT), Volland (7’/2ºT), Biancone (27’/2ºT) e Matsima (39’/2ºT)  para o Monaco; Belkebla (7’/1ºT), Mounié (23’/2ºT) e Lasne (39’/2ºT) para o Brest.

AS Monaco: Lecomte – Aguilar, Matsima, Badiashile, Biancone (Geubbels, 30’/2ºT) – Fofana (Florentino Luis, 1’/2ºT), Fàbregas (Millot, 20’/2ºT), Diop – Volland (Pellegri, 29’/2ºT), Ben Yedder (Jovetic, 20’/2ºT), Gelson Martins.
Treinador: Niko Kovac

Brest: Larsonneur – Pierre-Gabriel, Duverne, Chardonnet, Perraud – Lasne, Belkebla – Faivre, Charbonnier (Honorat, 34’/2ºT), Le Douaron (Magnetti, 43’/2ºT) – Mounié.
Treinador: Olivier Dall’Oglio

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.