Fechar
Ligue 1 Conforama 19 Setembro 2020, 23:20

Derrota nos minutos finais

Derrota nos minutos finais
O AS Monaco perdeu pela primeira vez nesta temporada nos últimos momentos da partida contra o Stade Rennais (2x1), em clássico válido pela quarta rodada da Ligue 1 Uber Eats

Antes do início do jogo, os dois times estavam empatados na Ligue 1 com sete pontos em três jogos, com o objetivo não reconhecido de assumir a liderança provisória ao lado do AS Saint-Étienne de Claude Puel, vencedor da sua terceira partida na noite de sexta-feira, na 600ª partida do ex-treinador Rouge et Blanc. Niko Kovac, que teve o retorno de Youssouf Fofana, voltou a escalar a equipe no 4-3-3, com apenas duas alterações no time titular.

Os retornos de Sidibé e Fofana

Djibril Sidibé, desfalque de última hora no fim de semana passado, voltou ao lado esquerdo da defesa. Sofiane Diop, uma dos melhores em campo na milésima vitória do AS Monaco, se posicionou na ala direita, com Fofana retornando ao tridente do meio. Escolhas bastante rentáveis ​​desde o início do duelo, com uma excelente oportunidade para Wissam Ben Yedder aos 7 minutos de jogo. Em cruzamento de Ruben Aguilar pela direita, o atacante passou muito perto de marcar um golaço, mas a bola bateu nas costas de Damien Da Silva.

A partida começou em ritmo constante, mas com defesas bem posicionadas, como nesta interceptação de Benoît Badiashile após cruzamento de Faitout Maouassa pela esquerda (18’/1ºT). Na sequência, Benjamin Lecomte interveio na cobrança de escanteio do brasileiro Raphinha (25’/1ºT). A grande batalha no meio-campo não mostrou falhas em nenhum dos lados. E mais uma vez, o AS Monaco teve a sua melhor oportunidade em uma bola parada.

Ben Yedder marca seu primeiro gol

Após um contra-ataque de Sofiane Diop, mal rebatido pela defesa do Rennes, Wissam Ben Yedder não perdeu a oportunidade. Ligeiramente deslocado para a direita da área, ele mandou a bola no ângulo oposto de Romain Salin (1×0, 28’/1ºT). O atacante e capitão monegasco marcava seu primeiro gol nesta temporada na Ligue 1. Poucos minutos depois, o Rennes tentava chegar perto da área de Benjamin Lecomte, bem protegido pela dupla Disasi e Badiashile.

No segundo período, o mesmo cenário. A posse de bola estava mais a favor dos donos da casa, embora as melhores oportunidades fossem dos jogadores de Niko Kovac. Mesmo que Martin Terrier tenha chegado com perigo pela esquerda, ainda assim foi Wissam Ben Yedder quem se destacou. Primeiro de cabeça, em escanteio de Cesc Fàbregas (11’/2ºT). Em seguida, após lançamento de Djibril Sidibé sobre a defesa bretã.

O AS Monaco perde a chance de matar o jogo

O primeiro chute do capitão Rouge et Blanc acertou, infelizmente, o travessão de Romain Salin (12’/2ºT). A terceira bola na trave do ex-jogador do Toulouse desde o início da temporada. A resposta do Rennes foi imediata. Benjamin Bourigeaud viu sua primeira tentativa ser bloqueada por Axel Disasi (14’/2ºT). O meio-campista do Stade Rennais então tentou um chute forte rasteiro, que bateu no poste direito de Benjamin Lecomte (20’/2ºT).

Não havia tempo para o público do Roazhon Park respirar, já que Youssouf Fofana foi lançado em profundidade pelo artilheiro do dia, mas o meio-campista monegasco perdeu o confronto direto com Romain Salin. Depois de alguns minutos de sofrimento, o AS Monaco viu uma arrancada poderosa do campeão mundial Steven N’Zonzi. Após recuperar a bola pelo meio, o volante continuou seu esforço e foi servido por Truffert, que fez um cruzamento perfeito para uma cabeçada indefensável de N’Zonzi (1×1, 36’/2ºT).

Uma virada improvável

Enquanto isso, Serhou Guirassy já havia alertado a defesa monegasca com uma cabeçada logo acima do gol de Benjamin Lecomte (34’/2ºT). O empate dos bretões reabriu um jogo que ficou completamente louco. O Rennes pressionava cada vez mais, mas o Monaco não cedia. Até esta última oportunidade bretã, em um toque de Hamari Traoré desviado por Guirassy. A bola acabou na entrada da área monegasca, onde Adrien Truffert, já dono da assistência no primeiro gol, mandou uma bomba que o goleiro monegasco não conseguiu segurar.

Em sua primeira partida na Ligue 1, o lateral-esquerdo do Rennes, que substituiu Faitout Maouassa pouco antes do intervalo, conseguiu a virada em uma partida até então dominada pelo AS Monaco. Resultado frustrante, ainda que os jogadores de Niko Kovac permaneçam temporariamente entre os cinco primeiros colocados do campeonato.

A ficha do jogo

Ligue 1 Uber Eats – 4ª rodada

Stade Rennais 2×1 AS Monaco

Gols: N’Zonzi (36’/2ºT) e Truffert (47’/2ºT) para o Stade Rennais; Ben Yedder (28’/1ºT) para o Monaco

Amarelos: Disasi (23’/2ºT) e Geubbels (31’/2ºT) para o Monaco

AS Monaco: Lecomte – Aguilar, Disasi, Badiashile, Sidibé – Tchouameni (Jovetic, 49’/2ºT), Fàbregas (Geubbels, 27’/2ºT), Fofana – Diop (Maripan, 48’/2ºT), Ben Yedder (Onyekuru, 37’/2ºT), Volland (Gelson Martins, 44’/2ºT).

Treinador: Niko Kovac

Stade Rennais: Salin – Traoré, Da Silva, Aguerd, Faitout Maouassa – Camavinga (Martin, 35’/2ºT), N’Zonzi, Bourigeaud (Tait, 35’/2ºT) – Raphinha (Del Castillo, 13’/2ºT), Guirassy, Terrier.

Treinador: Julien Stéphan

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.