Fechar
Histoire Rouge & Blanche 08 Novembro 2018, 10:30

Gallardo, um coração diagonal

Gallardo, um coração diagonal
Lenda do River Plate e atual treinador do clube, Marcelo Gallardo também marcou o AS Monaco

 

“Nós tínhamos um ‘equipazo’ (grande equipe), nos entendíamos perfeitamente, havia uma química particular. Na minha carreira, isso só aconteceu comigo aqui.” Foi assim que Marcelo Gallardo definiu ao site So Foot o seu primeiro ano no AS Monaco, em 1999. Apesar de uma preparação truncada devida a uma lesão no joelho, o ex-jogador do River Plate se recuperou rapidamente e se adaptou da melhor maneira ao Campeonato Francês. Sua primeira experiência no exterior foi um sucesso dentro e fora de campo. O craque se deu bem com seus principais companheiros de ataque: David Trezeguet, Marco Simone e Ludovic Giuly. Após 20 rodadas e um belo primeiro turno, o AS Monaco terminou o ano em primeiro lugar, à frente do Olympique Lyonnais.

O AS Monaco dispara na liderança

O clube do Principado começou o século 21 da mesma forma que fechou o anterior. Com oito pontos à frente de seu novo perseguidor direto, o Paris na 23ª rodada, o AS Monaco teve a oportunidade de dar um grande passo uma semana depois. O duelo com o PSG foi um ponto de virada para os homens de Claude Puel. Se o primeiro tempo foi disputado, a expulsão de Laurent Robert aos 44 minutos mudou a partida.
O segundo período foi de pura vantagem Rouge et Blanc. Bernard Lama defendeu uma cobrança de falta de Gallardo, que iria no ângulo. Sabri Lamouchi quase abriu o placar com um chute de fora da área, mas o goleiro parisiense acabou sendo salvo por sua trave esquerda.
À medida que avançávamos para um empate que não permitia que o AS Monaco decolasse de vez no campeonato, David Trezeguet conseguiu enfim vencer a muralha parisiense. Após uma triangulação com Giuly e Simone, “Trezegol” dominou a bola na área e chutou rasteiro, sem chances para Lama. Esta vitória (1×0) permitiu aos Rouge et Blanc abrirem 11 pontos de diferença em relação ao Paris Saint-Germain.

Gallardo eleito o melhor jogador do campeonato

Essa distância jamais foi diminuída pelos concorrentes ao título. Em seu primeiro ano às margens do Mediterrâneo, Marcelo Gallardo foi coroado campeão francês, o sétimo título do AS Monaco. Autor de oito gols em 28 jogos, o argentino foi eleito o melhor jogador da primeira divisão pelos seus companheiros de profissão. Dois meses depois, ele fez parte da equipe vencedora do Troféu dos Campeões contra o FC Nantes.

O craque saiu do AS Monaco três anos depois, após vencer uma Copa da Liga e marcar 23 gols em 126 jogos. De volta ao River Plate para aumentar um pouco mais sua lenda, Gallardo terminou sua carreira após passar ainda por Paris Saint-Germain, D.C. United e Nacional-URU.

Verdadeiro romântico do futebol, ele é hoje treinador de seu clube do coração, o River Plate, se classificando para a segunda final da Copa Libertadores em três anos comandando a equipe. Desde a sua chegada ao banco dos “Millonarios” em 2014, Marcelo Gallardo conquistou cinco troféus.