Fechar
Ligue 1 Conforama 23 Agosto 2020, 15:39

O Monaco mostra personalidade diante do Reims

O Monaco mostra personalidade diante do Reims
Para o retorno do futebol ao Stade Louis II, depois de mais de cinco meses sem jogos, o AS Monaco arrancou um ponto de empate contra o Stade de Reims, após sair perdendo por 2 a 0

O holofote, o cheiro de competição. O AS Monaco finalmente voltou ao Stade Louis II neste domingo (23), mais de cinco meses após o encerramento da temporada 2019-2020. Para esta primeira rodada da Ligue 1, os Rouge et Blanc reencontraram o Stade de Reims, penúltimo time enfrentado no dia 29 de fevereiro. Para a ocasião, Niko Kovac escalou a mesma equipe que venceu o Alkmaar, em amistoso no último final de semana (2×0), no mesmo esquema 4-3-3.

Mas o duelo não começou da melhor forma para os Rouge et Blanc. Na sequência de um lindo chute de Aleksandr Golovin, que passou por cima do travessão de Predrag Rajkovic (4’/1ºT), Boulaye Dia foi lançado em profundidade e bateu cruzado diante de Benjamin Lecomte (1×0, 5’/1ºT). O Stade de Reims abria o placar e se agrupava no meio de campo, deixando poucos espaços para os companheiros de Henry Onyekuru.

1 / 7

Disasi decisivo em sua primeira partida

No entanto, foi em uma investida do nigeriano que o AS Monaco acreditou ter uma oportunidade clara. O cruzamento rasteiro em sua direção bateu na mão de Thomas Foket (20’/1ºT), e o árbitro instruiu os atletas a continuarem o jogo, e na sequência da jogada El bilal Touré recuperou a bola antes de chutar de canhota (2×0, 21’/1ºT). A jogada foi analisada pelo VAR, que acabou validando o gol do Stade de Reims.

Reação imediata dos monegascos após a pausa para hidratação, que pressionaram o gol de Predrag Rajkovic. Após tabelar com Ruben Aguilar, Gelson Martins encontrou-se em posição de chute, mas o goleiro sérvio fez boa defesa (29’/1ºT). O português era o jogador monegasco mais perigoso, criando duas outras situações (33’/1ºT e 37’/1ºT).

Pressão do Monaco 

Mas a oportunidade mais clara surgiu após um lance de bola parada de Aurélien Tchouameni, que cabeceou para Wissam Ben Yedder pegar de primeira e acertar a trave (38’/1ºT). O meia ainda teve outra oportunidade com um poderoso remate de esquerda (45’/1ºT), antes da diferença ser reduzida por Axel Disasi. Titular contra seu ex-clube, o zagueiro desviou de cabeça para diminuir a diferença (2×1, 48’/1ºT).

No retorno dos vestiários, os Rouge et Blanc continuaram pressionando o gol do Reims. Sofiane Diop, que entrou no intervalo no lugar de Onyekuru, teve a primeira chance (1’/2ºT). Benjamin Lecomte permitiu que a equipe continuasse no jogo, vencendo um duelo cara a cara diante de Touré (6’/2ºT). Mas foi novamente em uma bola parada que o Monaco igualou o placar.

Em uma cobrança de falta de Aleksandr Golovin, Benoît Badiashile controlou acrobaticamente a bola antes de finalizar com um voleio cruzado de direita, indefensável (2×2, 10’/2ºT). A tendência continuou a mesma, com um grande domínio territorial, como no primeiro período, concluído com 80% de posse de bola a favor dos monegascos. O Reims, que apostava nos contra-ataques, quase recuperou a vantagem com Zeneli, bem travado pela retaguarda monegasca (15’/2ºT).

Os Rouge et Blanc próximos da virada

Outro lance assustou os monegascos, mas Dia chutou errado após cruzamento de Konan (29’/2ºT). O final da partida, mais agitado, ainda foi dominado pelos Rouge et Blanc, que estiveram perto da virada. Mas infelizmente Predrag Rajkovic estava com sorte, com Wout Faes desviando um chute rasteiro de Jean-Eudes Aholou, que havia acabado de entrar em campo (46’/2ºT).

E no escanteio seguinte, Axel Disasi quase fez mais um, com sua cabeçada passando a poucos centímetros da trave esquerda de Rajkovic (49’/2ºT).

A ficha do jogo

AS Monaco 2-2 Stade de Reims

Gols: Disasi (48’/1ºT) e Badiashile (10’/2ºT) para o Monaco; Boulaye Dia (5’/1ºT) e Touré (21’/1ºT) para o Reims

Amarelos: Disasi (44’/2ºT) para o Monaco; Kutesa (41’/1ºT), Faes (31’/2ºT) e Foket (45’/2ºT) para o Reims

AS Monaco: Lecomte – Aguilar, Disasi, Badiashile, Ballo-Touré – Tchouameni, Fofana, Golovin (Aholou, 42’/2ºT) – Gelson Martins (Geubbels, 36’/2ºT), Ben Yedder, Onyekuru (Diop, 1’/2ºT)
Treinador: Niko Kovac

Stade de Reims: Rajkovic – Foket, Faes, Abdelhamid, Konan – Munetsi, Kutesa (Berisha, 11’/2ºT), Chavalerin – Cafaro (Sierhuis, 15’/2ºT), Touré (Zeneli, 15’/2ºT), Dia (Cassama, 33’/2ºT)
Treinador: David Guion

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.