Fechar
Ligue 1 Conforama 25 Setembro 2020, 15:42

Niko Kovac: "Me mantenho positivo"

Niko Kovac: "Me mantenho positivo"
Niko Kovac respondeu a perguntas da imprensa dois dias antes do jogo AS Monaco - Strasbourg (15h, no Stade Louis-II), pela quinta rodada da Ligue 1 Uber Eats.

O treinador do AS Monaco, Niko Kovac, respondeu às perguntas dos jornalistas dois dias antes do jogo com o RC Strasbourg. Além de comentar sobre o encontro deste domingo, às 15 horas, no Stade Louis-II, o técnico croata falou sobre a partida em Rennes e mencionou também a nova contratação dos Vermelhos e Brancos, Florentino Luis.

Que reação você espera dos seus jogadores depois da partida em Rennes?

Estamos jogando em casa, então queremos vencer este jogo. Quando você está em casa tem que conquistar pontos. Perdemos alguns nos segundos finais em Rennes, aqui temos a oportunidade de recuperá-los.

Ainda deve haver um gostinho amargo…

Esta partida contra o Stade Rennais foi uma grande partida. As duas equipes fizeram grande confronto. Fomos melhores que eles no primeiro tempo, eles foram melhores na segunda e conseguiram ter a sorte que não tivemos. Teremos que conseguir ter o mesmo nível ao longo dos 90 minutos para sermos competitivos ao longo da temporada. Obviamente não fiquei satisfeito com o resultado, mas não podemos esquecer de olhar para o caminho.

Como você explica essa diferença entre os dois períodos?

Acho que no primeiro tempo estivemos mais ativos. No segundo, eles saíram do campo deles com muito mais atividade. Fomos mais passivos, sofremos e jogamos muito lateralmente. Ao contrário, deveríamos ter continuado a pressionar o adversário de forma coletiva e não por meio de ações individuais. Essa é uma das coisas que trabalhamos para manter o ritmo do nosso primeiro tempo durante uma partida completa.

Uma reunião em que Cesc Fabregas foi capaz de aparecer novamente após sua partida contra o Nantes.

O Cesc é um jogador de alta classe com muitas qualidades. Ok, ele tem 33 anos, mas não olho para a identidade quando coloco jogadores em campo. Ele pode mudar o ritmo de um jogo com certeza, ele enfrentou Nantes e Rennes. Ele é um jogador muito experiente, temos muitos jovens e ele os supervisiona maravilhosamente bem. É uma sorte ter Cesc na equipe.

Como você vê esta derrota frente ao Rennes, equipe que vai disputar a Liga dos Campeões?

Perdemos, mas não podemos esquecer que foi apenas a quarta rodada. Ainda há um longo caminho a percorrer, é uma maratona pela frente. Muita coisa pode acontecer nesta temporada, você não sabe o que pode acontecer amanhã ou no próximo ano. Estivemos ativos contra uma equipe muito boa e estivemos muito perto do seu nível. Sinto-me muito bem com este grupo, os meus jogadores são jovens e vão continuar a aprender. Me mantenho positivo.

Que discurso você fez com seu grupo de jovens?

Não importa qual time você treine, o objetivo é vencer. É verdade que temos muitos jovens, mas temos que dar tempo a eles. Fazemos muitas sessões de vídeo para que eles possam obter as informações certas e corrigir seus erros. Claro que perder um jogo não é o que você quer e é por isso que você procura o que deu errado para evoluir. Trabalhamos juntos, o ambiente é bom dentro e fora do campo.

O AS Monaco oficializou a chegada de Florentino Luis esta manhã. O que você espera dele?

Temos aqui um empréstimo de um ano. Florentino é um jovem talentoso e com grande potencial. O futuro está aberto para ele, ele já é uma esperança internacional, então você pode imaginar a qualidade deste jogador. Assim que a oportunidade se apresentou, ficamos muito felizes em poder aproveitá-la. Paul e sua equipe acompanham Florentino há muito tempo, é uma chance real de tê-lo conosco por uma temporada e tenho certeza que ele pode mostrar rapidamente todas as suas qualidades.

E domingo contra o Strasbourg ?

Ainda é muito cedo para dizer se ele poderá jogar contra o Strasbourg. Ele treinou pela primeira vez esta manhã com o grupo. Temos 22 jogadores em boa forma, veremos. Talvez precisemos de mais jogadores ofensivos para vencer este jogo. Ainda tempos tempo para reflexão.

Com o Covid-19 e o baixo público no estádio, há diferença entre jogar em casa e fora?

Jogamos em Metz e Rennes diante de 4.000 espectadores e foi isso que tivemos aqui contra Reims e Nantes, então é verdade que não fez grande diferença. Obviamente, preferimos quando os estádios estão cheios de torcedores, mas por enquanto temos que ter cuidado. Esperamos que isso não dure e temos confiança nas autoridades e nos governos.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.