Fechar
Ligue 1 Conforama 04 Fevereiro 2021, 02:18

O 100º derby da Rivieira Francesa é Monegasco!

O 100º derby da Rivieira Francesa é Monegasco!
O AS Monaco venceu o 100º derby da Rivieira Francesa contra o Nice por 2 a 1 no Stade Louis-II, graças ao capitão Wissam Bem Yedder. O resultado marca a sexta vitória seguida dos Rouge et Blanc em 2021

Para o 100º derby da Rivieira Francesa, Niko Kovac optou pelos mesmos onze jogadores que começaram a partida do último domingo, em Nantes, que levou os monegascos à quinta vitória seguida. Os cinco primeiros minutos de partida foram jogados com vantagem do Nice, que foi agressivo na pressão. Mas os jogadores de Niko Kovac ao poucos recuperaram o controle do jogo, com muito trabalho na recuperação com os meio campistas Aurélien Tchouameni e Youssouf Fofana.

Um primeiro tempo sem muito perigo

Nossos Rouge et Blanc rapidamente foram bem sucedidos ganhando a bola e assumindo o controle do jogo. A primeira chance na partida também foi do AS Monaco, em uma jogada inteligente de Kevin Volland que passou para Wissam Bem Yedder. O capitão monegasco enfrentou Walter Benitez e tentou de calcanhar, mas a bola bateu na trave (6’/1ºT).

Caio Henrique também se mostrou cheio de energia na lateral, e com esforço, conseguiu um pênalti após falta de Dan Ndoye. A decisão do árbitro foi indiscutível e o especialista Ben Yedder converteu e marcou seu 10º gol na temporada. Agora, os monegascos tinham tempo para manter a posse de bola, montar uma jogada e de novo conseguiram uma bela chance em cobrança de falta com Sofiane Diop, mas o placar não mudou mais.

Uma reação imediata

No segundo tempo, os 22 jogadores pareciam ter ganhado vida e o ritmo da partida ficou acirrado. Jeff Reine-Adélaïde que recém tinha entrado acertou a trave esquerda de Benjamin Lecomte, antes de Pierre Lees-Melou finalizar de longa distância e empatar o jogo (1-1, 3’/2ºT). Os Aiglons tiveram chance de recuperar as esperanças, mas não durou muito. Sofiane Diop, que iniciou um contra-ataque, sofreu falta de Jordan Lotomba, que resultou em um chute de Wissam Bem Yedder. O camisa nove monegasco, que está acostumado com esse tipo lance, mandou um foguete direto no canto superior do gol do Nice (2-1, 6’/2ºT). 

Um Nice sufocado

Após inúmeras chances e ambos os lados, os homens de Niko Kovac pareciam estar mandando no jogo sem muitos desafios dos visitantes. Logo após entrar, Aleksander Golovin teve oportunidade em cruzamento de Ruben Aguilar. O chute de longe deixou Walter Benitez perdido, mas o goleiro argentino foi salvo pela trave (34’/2ºT). O banco monegasco mais uma vez demonstrou sua capacidade de influenciar o jogo, como fez Stevan Jovetic contra o Marselha.

Jogando no contra-ataque, Fodé Ballo-Touré tocou para o atacante montenegrino, mas o goleiro adversário parou a jogada e salvou a equipe. Os jogadores de Niko Kovac mantiveram o recorde de seis vitórias em sequência no derby da Rivieira Francesa. Agora eles estão oito pontos à frente do Rennes, que está em quinto lugar na Ligue 1. 

A ficha do jogo:

Ligue 1 Uber Eats – 23ª rodada

AS Monaco 2-1 OGC Nice

Gols:  Ben Yedder (28’/1ºT, 6’/2ºT) para o AS Monaco; Lees-Melou (2’/2ºT) para o Nice

AS Monaco : Lecomte – Sidibé, Maripan, Badiashile (Disasi, 3’/2ºT), Caio Henrique – Diatta (Aguilar, 24’/2ºT), Fofana, Tchouameni, Diop (Ballo-Touré, 39’/2ºT) – Ben Yedder © (Golovin, 20’/2ºT), Volland (Jovetić, 38’/2ºT).

Treinador: Niko Kovac

OGC Nice: Benitez – Lotomba, Saliba, Todibo (Daniliuc, 30’/2ºT), Kamara,– Lees-Melou (Rony Lopes, 28’/2ºT), Schneiderlin, Claude-Maurice (Reine-Adelaide, 1’/2ºT) -Gouiri, Dolberg, Ndoye (Maolida, 1’/2ºT).

Treinador: Adrian Ursea

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.