Fechar
UEFA Champions League 26 Agosto 2021, 01:42

O AS Monaco sai de cabeça erguida dos playoffs da Champions

O AS Monaco sai de cabeça erguida dos playoffs da Champions
Apesar de 120 minutos de altíssimo nível, os Rouge et Blanc foram transferidos para a Liga Europa depois de terem sofrido o empate (2-2) no final da prorrogação diante do Shakhtar Donetsk

Autor de uma partida impressionante em intensidade e agressividade, o AS Monaco esteve muito perto de virar a maré contra o Shakhtar Donetsk, mas o sucesso fugiu dos Rouge et Blanc, que sofreram o empate em 2 a 2 após a prorrogação. Para este duelo, Niko Kovac alinhou o seu tradicional 4-4-2 com o regresso de Youssouf Fofana ao meio de campo e da dupla Wissam Ben Yedder e Kevin Volland no ataque.

O primeiro gol da temporada para Ben Yedder

“Para vencer esta partida, primeiro teremos que estar prontos para os duelos e mostrar nossos verdadeiros valores para conseguir a classificação”, disse Djibril Sidibé em entrevista coletiva antes do jogo. Uma promessa mantida desde o início. Os homens de Niko Kovac foram de fato agressivos e fizeram uma pressão alta para recuperar a bola no campo adversário.

E foi assim que Wissam Ben Yedder abriu o placar. Após uma bola recuperada por Benoît Badiashile, Kevin Volland recebeu e chutou diante de Andriy Pyatov, que espalmou nos pés do capitão monegasco, que não tremeu e marcou o seu primeiro gol na temporada (18’/1ºT).

Um primeiro tempo excepcional

Os monegascos impressionaram neste primeiro tempo (13 finalizações) e não relaxaram na pressão. Benoît Badiashile acertou a trave após cobrança de falta de Aleksandr Golovin (38’/1ºT), antes de Wissam Ben Yedder aumentar a vantagem um minuto depois, recebendo uma assistência de Caio Henrique no segundo poste.

Ele esteve muito perto de registar um “hat-trick” pouco antes do intervalo, mas sua primeira cavadinha passou por cima da trave, e na segunda tentativa, o goleiro ucraniano fez a defesa (19’/2ºT).

Decisão na prorrogação

Mas foi no final das contas o Shakhtar Donetsk quem marcou, por intermédio de Marlos (29’/2ºT), com um chute indefensável diante de Alexander Nübel. O final da partida viu os Rouge et Blanc pressionarem em busca do terceiro gol, e assim evitarem a prorrogação.

Sofiane Diop, que entrou em campo durante a partida, parou em Andriy Pyatov (37’/2ºT), e depois a tentativa de Kevin Volland foi salva em cima da linha (45’/2ºT). O alemão esteve muito perto de ser o herói nos acréscimos, mas parou em um grande Pyatov no gol.

Um resultado cruel em uma reviravolta do destino

As duas equipes foram, portanto, para a prorrogação. E o cenário de equilíbrio se mantinha, com todos imaginando uma decisão por pênaltis. Mas tudo foi decidido em uma reviravolta do destino a cinco minutos do final, quando Ruben Aguilar desviou involuntariamente um cruzamento e encobriu o goleiro Alexander Nübel (10’/2ºTP).

O resultado foi cruel e injusto para os Rouge et Blanc, que foram superiores aos ucranianos durante quase a totalidade deste duplo confronto, e acabaram transferidos para a Liga Europa. Será então necessário superar esta decepção no domingo contra o Troyes, em jogo válido pela quarta rodada da Ligue 1, visando também a primeira vitória na competição.


Ficha do jogo

Liga dos Campeões – Playoffs

Shakhtar Donetsk 2-2 AS Monaco

Gols: Marlos (29’/2ºT), Aguilar (contra, 10’/2ºTP) para o Shakhtar Donetsk; Ben Yedder (18’/1ºT) e (39’/1ºT) para o AS Monaco

Cartões amarelos: Dodô (40’/2ºT), Tetê (9’/2ºT), Marlon (24’/2ºT), Solomon (35’/2ºT), (Kryvtsov, 16’/1ºTP), Fernando (13’/1ºTP) para o Shakhtar Donetsk; Volland (14’/1ºT), Golovin (27’/2ºT), Fofana (36’/2ºT) para o AS Monaco

Shakhtar Donetsk: Pyatov © – Dodô, Vitão (Kryvtsov, 11’/1ºTP), Marlon, Matviyenko (Ismaily, 1’/2ºT) – Marcos Antônio (Stepanenko, 41’/2ºT) – Tetê (Marlos, 21’/2ºT), Maycon, Alan Patrick, Solomon (Mudryk, 37’/2ºT) – Traoré (Fernando, 11’/1ºTP)

Reservas: Shevchenko, Kryvtsov, Konoplia, Ismaily, Korniyenko, Stepanenko, Marlos, Bondarenko, Mudryk, Sudakov, Dentinho, Fernando

Treinador: Roberto De Zerbi

AS Monaco: Nübel – Sidibé (Aguilar, 8’/1ºTP), Maripán, Badiashile, C.Henrique (Jakobs, 12’/2ºTP) – Gelson Martins (Jean Lucas, 25’/2ºT), Fofana, Tchouameni (Disasi, 12’/2ºTP), Golovin (Diop, 32’/2ºT) – Volland, Ben Yedder © (Isidor, 31’/2ºT)

Reservas: Lienard, Majecki, Aguilar, Disasi, Jakobs, Matsima, Diop, Fàbregas, Jean Lucas, Matazo, Boadu, Isidor

Treinador: Niko Kovac

Rise. Risk. Repeat.

MAS DE FATO, PARA QUE SEUS COOKIES SÃO USADOS? 🤔

Você os aceita várias vezes por dia nos vários sites que visita. Mas o que você sabe sobre eles? Obviamente, os cookies não são comidos e também não são perigosos. Eles apenas nos ajudam a personalizar sua experiência na Internet. Quando você visita o asmonaco.com, eles nos permitem primeiro analisar o público e o desempenho do site. E eles nos servem principalmente para fornecer a você anúncios e conteúdo que correspondem ao que você gosta. Observe que você pode alterar suas preferências a qualquer momento, graças aos regulamentos sobre proteção de dados pessoais. Ou entre em contato com nossa equipe para qualquer esclarecimento. Obrigado por sua confiança!

Cookies strictement nécessaires
Cookies statistiques
Cookies tiers