Fechar
História 25 Janeiro 2020, 13:52

O Stade Louis-II comemora seu 35º aniversário!

O Stade Louis-II comemora seu 35º aniversário!
Em 25 de janeiro de 1985, o príncipe Rainier III inaugurou o novo Stade Louis-II. No dia seguinte, o AS Monaco venceu sua primeira partida contra o RC Lens

A história lembrará que o primeiro gol marcado em 26 de janeiro de 1985 foi de pênalti, convertido por Bernard Genghini aos 58 minutos. No dia anterior, a inauguração havia revelado um recinto cuja construção havia sido decidida seis anos antes, em 1979, antes do início das obras em 1981. No final de 1984, o local foi concluído e o novo recinto, adornado com seus nove arcos emblemáticos, foi entronizado em um distrito de Fontvieille.

O primeiro Stade Louis-II
O primeiro jogo no Stade Louis-II Le premier Stade Louis-II em 1939
A destruição da tribuna do primeiro Stade Louis-II em 1985
1 / 3

Um estádio vanguardista

Alguns meses depois, o primeiro Stade Louis-II, inaugurado em 1939 pelo príncipe Louis-II, seria destruído. Localizado a poucos passos de distância, o novo estádio manteve o mesmo nome. Ele permitiu que o Principado e o AS Monaco entrassem em uma nova era, com um recinto de 18.523 lugares (capacidade agora reduzida para 16.360 lugares), que é muito mais do que um simples estádio de futebol. Vanguardista, o Stade Louis-II também possui um salão poliesportivo de 2.500 lugares, que agora é a casa da Roca Team, uma piscina olímpica, escritórios, locais de vida e treinamento para jovens esportistas monegascos, sem esquecer os três níveis de estacionamento localizados embaixo de um estádio, um verdadeiro feito arquitetônico.

O Stade Louis-II em construção
Benoit, Puel, Bijotat
1 / 2

30 a 0!

No dia seguinte à inauguração de 25 de janeiro de 1985 pelo príncipe Rainier III, na presença de Juan Antonio Samaranch, então presidente do COI, o futebol (re)assume seus direitos. O AS Monaco recebe o RC Lens pela 23ª rodada da 1ª Divisão. Liderada pelo brilhante Bruno Bellone*, a equipe treinada por Lucien Muller domina o duelo. Os primeiros arrepios são sentidos quando Bruno Genghini agarra a bola e a coloca na marca do pênalti para desafiar Gaëtan Huard, no início do segundo tempo, e o atacante cobra com perfeição. Phillipe Anziani continua com dois gols (15’/2ºT e 18’/2ºT) e o AS Monaco vence pelo placar de 3×0. Os espectadores presentes tiveram direito a uma animação especial. O placar também teve destaque neste primeiro jogo, marcando “30×0”. Um erro pequeno e inofensivo neste dia de descoberta.

1 / 7

* O atacante teve a oportunidade de pisar neste gramado durante a única partida da seleção francesa em Mônaco (vitória por 2×1 contra o Marrocos, em 5 de fevereiro de 1988). Manuel Amoros, jogador do AS Monaco na época, e Gérald Passi, futuro monegasco, também disputaram esta partida.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.