Fechar
Interview 16 Outubro 2020, 22:22

Oleg Petrov e Paul Mitchell avaliam a janela de transferência

Oleg Petrov e Paul Mitchell avaliam a janela de transferência
Na apresentação de Florentino Luis e Vito Mannone, Oleg Petrov e Paul Mitchell aproveitaram para fazer um balanço da janela de transferência monegasca, dez dias após o fechamento do mercado.

Já se passaram dez dias desde que a janela de transferência do verão de 2020 se fechou. Depois de receber o experiente goleiro italiano Vito Mannone e o jovem volante português Florentino Luis, o AS Monaco encerrou assim o seu mercado de chegadas, mantendo-se ativo nas saídas, numa tentativa de reduzir o grupo profissional a cerca de trinta jogadores. Oportunidade para o vice-presidente e gerente geral Oleg Petrov e o diretor esportivo Paul Mitchell fazer um balanço deste longo período de quatro meses.

Oleg Petrov (Vice-presidente e Diretor Geral) :

Olá a todos e obrigado por estarem aqui na apresentação de Vito e Florentino. O tempo para a nossa janela de transferência chegou ao fim. Foi uma janela de transferência muito longa e difícil. Temos estado muito ativos, com o objetivo inicial de reequilibrar a equipe. Éramos mais de 70 no elenco no início da janela de transferências e estamos com 40 jogadores hoje, 30 jogadores profissionais e 10 jovens na Academia. O segundo objetivo foi responder às oportunidades de mercado para nos ater à nossa forma de jogar, ao sistema de jogo do nosso treinador Niko Kovac. Kevin Volland, Axel Disasi e Caio Henrique chegaram antes dos nossos dois últimos reforços. Os jovens jogadores também nos dão muita satisfação, grande parte vindos da Academia do AS Monaco. Acho que o Clube realmente se deu os meios para ter sucesso na conquista de seus objetivos para a temporada.

Paul Mitchell (Diretor Esportivo) :

Qual é a sua avaliação da janela de transferência?

Olá a todos, é um prazer para nós apresentar nossos dois últimos reforços Vito Mannone e Florentino Luis. Em relação ao Vito, é sempre difícil contratar um goleiro bom e experiente e estamos felizes por ter o Vito entre nós e vamos dar continuidade à sua experiência. Ele terminou como melhor goleiro da MLS na temporada passada, e acho que vai ajudar o jovem Radoslaw Majecki a progredir e permitir que Benjamin Lecomte seja ainda melhor. Também damos as boas-vindas a Florentino em nossa família AS Monaco. É a prova de que buscamos perfis muito competitivos para cada cargo, para trazer a concorrência ao nosso elenco. Ele vem do Benfica com quem experimentou alto nível na Liga dos Campeões e na Liga Europa. É também selecionável português Sub-21, tendo sido convocado em todas as categorias de base do seu país. Ele trará, portanto, concorrência adicional para o meio de campo. De uma forma mais geral, no que diz respeito à nossa janela de transferências, mostramos a nossa ambição ao manter os nossos melhores jogadores que eram muito procurados, como Wissam Ben Yedder, Benoît Badiashile ou Djibril Sidibé. Também respondemos às oportunidades de mercado, então acho os resultados muito bons.

No futebol moderno, as exigências físicas tornaram-se cada vez mais importantes na última década. Percebemos que uma equipe fisicamente preparada obtém resultados. Por isso, era importante para nós estrategicamente contratar alguém que pudesse assumir a chefia de um departamento que reúne físico, desempenho e nutrição. Precisávamos disso porque, no passado, houve muitas críticas sobre as muitas lesões. Acreditamos que o desempenho físico dos nossos jogadores vai melhorar graças a James Bunce.
Paul MitchellDiretor Esportivo

Você pode nos contar mais sobre a vinda de James Bunce?

No futebol moderno, as exigências físicas tornaram-se cada vez mais importantes na última década. Percebemos que uma equipe fisicamente preparada obtém resultados. Por isso, era importante para nós estrategicamente contratar alguém que pudesse assumir a chefia de um departamento que reúne físico, desempenho e nutrição. Precisávamos disso porque, no passado, houve muitas críticas sobre as muitas lesões. Acreditamos que o desempenho físico dos nossos jogadores vai melhorar graças a James Bunce. Ele é jovem mas quando você olha o currículo já tem uma experiência enorme e tem contribuído para o desempenho de muitos atletas. Eu já o conhecia quando estava em Southampton. Ele também foi o chefe de 20 times durante sua experiência na Federação Americana de Futebol, incluindo as mulheres que se tornaram campeãs mundiais. Portanto, acho que é um verdadeiro valor agregado para nós. Esperamos que isso nos leve ao próximo nível.

Você pode fazer um balanço da situação de Jemerson, Samuel Grandsir e Youssef Aït Bennasser?

Eles estão atualmente em uma fase de intenso treinamento e recondicionamento, para que estejam nas melhores condições possíveis quando puderem retornar ao grupo. Eles trabalham duro no dia a dia sob a supervisão do nosso Diretor de Performance James Bunce, para estarem prontos e em condições de estarem disponíveis para o técnico.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.