Fechar
Ligue 1 Uber Eats 23 Janeiro 2020, 14:11

Robert Moreno: "Estou muito feliz com o trabalho"

Robert Moreno: "Estou muito feliz com o trabalho"
A dois dias do duelo da 21ª rodada da Ligue 1 Conforama contra o RC Strasbourg, Robert Moreno falou sobre o jogo de sábado, a janela de transferências e o retorno de Jovetic e Jorge ao grupo
Agora temos muitas partidas. Vamos jogar a cada três dias. Estou muito feliz com o trabalho que fazemos nos treinamentos. O jogo de segunda foi bom para ver os outros jogadores participando conosco.
Penso que o Strasbourg jogará com cinco defensores, como no jogo do primeiro turno. Estamos acostumados a jogar contra esses sistemas. Nós temos as soluções. A partida será complicada para os laterais. Eles terão que cobrir bem os espaços e gerenciar o jogador adversário.
Colocamos os nomes na mesa. Nós falamos, discutimos. Depois disso, decidimos, mas não é apenas uma questão de perfil, mas também uma questão econômica. Se eu pudesse, traria o Messi. O trabalho do AS Monaco com jovens é bom. Eles têm qualidade. Acho que temos que encontrar uma mistura entre jovens e experientes. Com isso, podemos trabalhar bem.
Jorge é um jogador excepcional. Ele tem a qualidade para estar conosco. Ele fez as coisas bem, não apenas na segunda-feira, mas em todos os treinamentos. Ele pode me dar soluções para esta posição. Os jogadores precisam de pressão para jogar bem, caso contrário, relaxarão.

Nossos capitães não estavam em campo. É uma questão de respeito dar a braçadeira para Jovetic, ele é o que tem mais experiência no clube depois deles.
É um jogador diferente. Ele tem as qualidades necessárias para fazer passes finais. Quando tem a bola, algo pode acontecer. Durante os treinos, é incrível. É bom ter "Jove" conosco. Ele pode começar em uma posição e terminar em outra durante uma partida.
Fàbregas tem qualidades para dar continuidade ao jogo, ele foi campeão mundial, campeão europeu, fazendo o que faz. Ele pode fazer qualquer coisa quando você quer jogar com a bola como nós.
Melhoramos muito as bolas paradas. O gol que fizemos contra o St-Pryvé/St-Hilaire foi em um contra-ataque. Devemos continuar trabalhando nesse aspecto. Acho que o time avançou coletivamente na defesa, estou feliz.
Rise. Risk. Repeat.