Fechar
National 2 03 Setembro 2020, 14:00

Tiago Ribeiro: "Sonho em me profissionalizar no AS Monaco"

Tiago Ribeiro: "Sonho em me profissionalizar no AS Monaco"
Ainda no top 5 dos melhores centros de formação da França na temporada passada, a Academy do AS Monaco está em destaque na nova série "Rookie". Ao longo da temporada, iremos apresentá-los aos jovens talentos do clube. Para este primeiro episódio, conheça Tiago Ribeiro, volante da N2

Tiago Miguel Hora Ribeiro nasceu em Vila Nova de Gaia, em Portugal, no dia 14 de março de 2002. Vindo de uma família de esportistas, ele é filho de Sérgio Ribeiro, que jogou em particular no Neuchâtel Xamax e no FC La Chaux, da Suíça, na década de 1990. Volante canhoto com uma excelente qualidade em lances de bola parada, Tiago chegou ao AS Monaco no verão de 2018 aos 16 anos, oriundo de do centro de formação do FC Porto.

Titular nas três primeiras partidas da N2

Um dos pilares da excepcional campanha do sub-19 de Frédéric Barilaro na temporada passada do Campeonato Francês e da Copa Gambardella (invicto em 23 jogos em ambas as competições), antes da sua interrupção abrupta devido à crise de saúde, o sub-18 português (três convocações para sua seleção) agora faz parte do elenco da N2.

Titular nas três primeiras partidas dos jogadores de David Bechkoura, ele marcou o gol do empate contra o RC Grasse na quarta-feira (1×1), para permitir que seus parceiros somassem um ponto. Conheça-o neste primeiro episódio da série Rookie.

Conte-nos um pouco sobre sua carreira, Tiago…

Comecei num pequeno clube perto da minha casa em Vila Nova de Gaia. Joguei lá durante cinco anos e depois fui para o Porto, onde passei nove anos e meio da minha formação, e depois cheguei ao Monaco, onde assinei há dois anos, em 2018.

Então você passou muito tempo no Porto. Este clube te marcou?

Sim, o Porto é muito importante para mim porque foi onde passei grande parte da minha formação. Aprendi muito neste clube e também mantive muitos amigos lá.

Você vem de uma família de jogadores de futebol, certo?

Sim, é verdade. Meu pai jogava futebol e meu irmão ainda joga em Portugal. Minha família inteira pratica esportes e isso é importante. O futebol não é só importante para minha família, mas para mim também. Quando comecei a jogar, com dois ou três anos, era apenas para estar com meus amigos. Mas por volta dos 10, 12 anos, comecei a ter sonhos, especialmente o de me tornar um jogador de futebol profissional. E hoje estou perseguindo esse sonho no AS Monaco.

Os jogadores, os treinadores e todas as pessoas que estão aqui me ajudaram a me adaptar. Eles entendem que você não está em seu país, que não fala a língua, que não está com sua família. Não é fácil deixar tudo para trás aos 16 anos. É por isso que sou grato, eles marcaram minha vida, vou me lembrar deles por toda a minha vida.
Tiago Ribeiro

Como foi sua chegada e sua integração ao Monaco?

Os primeiros dois ou três meses foram muito difíceis, porque estava em um país diferente, uma cultura diferente com uma língua diferente também. Mas os jogadores, os treinadores e todas as pessoas que estão aqui me ajudaram a me adaptar. Eles entendem que você não está em seu país, que não fala a língua, que não está com sua família. Não é fácil deixar tudo para trás aos 16 anos. É por isso que sou grato, eles marcaram minha vida, vou me lembrar deles por toda a minha vida. Então foi importante para mim aprender o idioma muito rápido, eu entendo tudo, mesmo que fale um pouco menos. Também melhorei o meu futebol, aprendi muito e vou continuar a aprender. Estou feliz por estar aqui, porque é um grande clube. Sou feliz, a vida é muito boa aqui.

Qual foi o seu progresso aqui?

Passei por todas as etapas das categorias de base. Você precisa ter calma, ser paciente, porque se você quiser entrar rápido no futebol profissional, não é assim que funciona. Ainda preciso aprender e melhorar meu futebol. É verdade que quero jogar na N2 o tempo todo e no futuro como profissional, me sinto bem, mas preciso dar um passo de cada vez por enquanto.

Posso melhorar muitas coisas, a agressividade por exemplo, meu pé direito também. Vou continuar a trabalhar em tudo isso nesta temporada.
Tiago Ribeiro

Conte-nos sobre sua temporada passada…

A última temporada foi definitivamente a minha melhor no Monaco. Disputei  quase todos os jogos (17 partidas, 1435 minutos jogados), melhorei muito o meu jogo, marquei sete gols e dei cinco assistências. São boas estatísticas para mim, para a minha posição de volante, e quero continuar assim.

Conte-nos um pouco sobre suas qualidades…

Acho que tenho um bom pé esquerdo. Sou muito forte em passes, finalizações e bolas paradas. Também acho que tenho uma boa inteligência de jogo, essa é a minha força. No meu trabalho é importante ser inteligente para saber jogar mesmo sem ter muitas bolas. Mas posso melhorar muitas coisas, a agressividade por exemplo, meu pé direito também. Vou continuar a trabalhar em tudo isso nesta temporada.

De onde vem essa qualidade em lances de bola parada, você trabalha isso nos treinos?

Procuro trabalhar muito as bolas paradas, às vezes até depois do treino, quando o treinador permite. Porque às vezes quando você trabalha muito, corre o risco de se machucar. Eu também assisto muitos vídeos. O mais importante para mim quando bato é estar focado no meu gesto. É muito importante estar calmo e focado, depois é o pé esquerdo que fala (risos).

Como você está indo na escola?

Quando cheguei, ainda tinha dois anos de escolaridade, continuei meus estudos pelo Skype. Foi muito difícil, porque às vezes a conexão à internet era ruim… Mas este ano terminei o meu bacharelado em Portugal. Nós, jogadores estrangeiros, fazemos nossos exames em nossos países. Agora estou focado no futebol. Eu teria gostado de continuar na escola porque é muito importante para mim, mas é impossível com o futebol. Apesar de tudo, se estou indo bem na escola, estou indo bem no futebol e na vida também. Não sabemos se vamos ter uma grande carreira, se vamos jogar bem no futuro. A escola também permite que você tenha um futuro fora do futebol.

Quais são seus objetivos pessoais nesta temporada com a N2?

Meus objetivos nesta temporada são de jogar o máximo possível com a N2. Mas meu outro objetivo é o mesmo de todos aqui: assinar meu primeiro contrato profissional pelo Monaco. É muito importante para mim, sonho com isso, é meu objetivo principal. Se trabalharmos, isso vai acontecer, tenho certeza.

Você sonha em jogar pela seleção portuguesa?

É muito importante para mim estar na seleção, representar o meu país. Sempre fico muito feliz em ir. É uma sensação boa, porque quando vamos para a seleção encontramos outros colegas que conhecemos antes, jogamos contra nossos parceiros em clubes, italianos, franceses, espanhóis, belgas… Todos os jogadores querem representar o seu país, isso é motivo de satisfação.

Rui Barros, Ricardo Carvalho, João Moutinho, Bernardo Silva… Você sabia que grandes jogadores portugueses passaram por aqui?

Sim, claro, conheço esses grandes jogadores. Eu vim aqui para isso também. Mas, acima de tudo, vim para o Monaco porque é um clube que dá chance aos jovens e é isso o que me motiva. Eu gosto disso, gosto que tenham essa mentalidade em relação aos jovens.

Se trabalharmos, se fizermos bem as coisas, se dormirmos bem, se fizermos bons treinos, os sonhos se realizarão.
Tiago Ribeiro

Qual é o seu exemplo em sua posição, o jogador que mais te marcou?

Na minha posição, o jogador que mais me marcou recentemente é o Ruben Neves (Wolverhampton). Ele jogou no Porto e marcou seu primeiro gol com os profissionais aos 17 anos, passou três anos lá e então se mudou para a Inglaterra aos 20 anos. E para mim hoje ele está entre os 10 melhores do mundo em sua posição. É por isso que gosto dele, ele trabalha muito mais e procuro me inspirar nele. Depois, nas outras posições, tem também o Bernardo Silva, o Thiago Silva, que passou pelo Porto sem atuar, mas é um ótimo jogador. E então, obviamente, Cristiano Ronaldo, que trabalha todos os dias para ser o melhor jogador do mundo. Isso também me motiva, quero jogar com eles um dia. É um sonho meu.

Isso demandará muito trabalho…

Se trabalharmos, se fizermos bem as coisas, se dormirmos bem, se fizermos bons treinos, os sonhos se realizarão. É muito importante trabalhar no futebol e até fora dele.

Conte-nos sobre seu gol excepcional contra o Sochaux, no Stade Louis-II…

(Grande sorriso) Este gol foi importante para mim, porque foi o mais bonito que marquei no Monaco. Além disso, foi no Stade Louis-II, é maravilhoso jogar aqui. Foi um gol importante, porque a Copa Gambardella é um grande objetivo para o clube. Mas não sei, foi instintivo, estava com a bola, ajeitei um pouco e bati. Tive sorte também que deu certo, mas acho que foi meu gol favorito da temporada passada. Mesmo agora, quando estou no meu quarto, assisto ao vídeo, é lindo.

O campeonato da N2 é muito difícil. Todas as equipes querem vencer o Monaco, é o jogo da temporada. Mas é bom, é por isso que somos um grande clube, essa é a diferença.
Tiago Ribeiro

Você não ficou muito frustrado por não ter terminado esta temporada com o sub-19?

Sim, estou muito frustrado, não perdemos nenhum jogo e sei que, se continuássemos, poderíamos fazer grandes coisas com o treinador Frédéric Barilaro e sermos campeões. Tínhamos um ótimo estado de espírito.

Quais são as diferenças entre o futebol sub-19 e o futebol profissional?

É muito físico. Também há a questão da experiência. Somos inteligentes, mas os mais velhos têm mais experiência, maturidade e são mais malandros. Eu não pensava assim, mas agora percebo isso. Eles dão carrinhos mais perigosos, são mais fortes. Precisamos ficar calmos, caso contrário, levaremos vermelho em todos os jogos. O campeonato da N2 é muito difícil. Todas as equipes querem vencer o Monaco, este é o jogo da temporada. Mas é bom, porque é por isso que somos um grande clube, essa é a diferença.

O que podemos te desejar para esta temporada?

Espero que continuemos a vencer e fazendo história no clube. E quero marcar mais do que na temporada passada. Marquei em seis lances de bola parada, quatro cobranças de falta e dois pênaltis, e o gol do jogo contra o Sochaux, em Gambardella. Quero fazer ainda melhor.

1 / 6
AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.