Fechar
Ligue 1 Conforama 27 Setembro 2020, 19:37

Vitória na garra para o AS Monaco

Vitória na garra para o AS Monaco
A equipe de Niko Kovac conquistou sua terceira vitória nesta Ligue 1 diante do Strasbourg (3x2), pela quinta rodada do campeonato

Terceira vitória em cinco jogos da Ligue 1 para o AS Monaco. Os jogadores de Niko Kovac mais uma vez mostraram personalidade ao vencer  o Strasbourg com nove contra onze (3×2), uma semana depois da derrota sofrida nos últimos minutos em Rennes. Uma vitória que permite aos monegascos subirem temporariamente para o top 5 da elite. Para esta partida disputada mais uma vez sob os olhares do presidente Dmitry Rybolovlev, presente no Stade Louis-II, o treinador monegasco optou por um ligeiro ajuste em sua equipe.

Wissam Ben Yedder começa brilhando

Para esta quinta rodada, Niko Kovac decidiu manter o mesmo trio no meio de campo, com Cesc Fàbregas atrás da dupla Tchouameni e Fofana. Mas foi no ataque que ocorreu a mudança, com Stevan Jovetic começando na ponta-esquerda e Kevin Volland na direita, apoiando Wissam Ben Yedder. Na defesa, Fodé Ballo-Touré recuperou uma vaga no time titular na ausência de Djibril Sidibé.

Escolhas que deram frutos rapidamente, com um início de jogo sufocante para os monegascos. Servido perfeitamente pelo seu companheiro alemão, Stevan Jovetic bateu com perigo diante de Bingourou Kamara (2’/1ºT). No entanto, o AS Monaco continuava a pressionar muito no campo adversário, e Wissam Ben Yedder, como no fim de semana passado, aproveitou a oportunidade para abrir o marcador.

Grande início monegasco

Bem servido por Ruben Aguilar, o capitão monegasco contou com Kevin Volland para chutar cruzado no cantinho de Kamara (1×0, 9’/1ºT). Na sequência, os donos da casa não relaxaram e Aurélien Tchouameni tentou um chute de fora da área, no qual o goleiro alsaciano fez linda defesa (14’/1ºT). Novo alerta seis minutos depois, quando Fodé Ballo-Touré acertou um bom cruzamento para Wissam Ben Yedder, de novo ele, que por pouco não marcou mais um (21’/1ºT).

Um início de jogo dominado pelos Rouge et Blanc, assim como havia acontecido contra o Nantes há duas semanas e no gramado do Rennes. O Strasbourg tentou então retomar o controle, mas sem criar grandes oportunidades, exceto nesta bola na trave de Adrien Thomasson em uma jogada onde Waris estava em impedimento (22’/1ºT).

Um pesadelo após o retorno dos vestiários

Mas em uma das últimas incursões do primeiro período, os monegascos fizeram a diferença. Bem lançado nas costas da defesa do Strasbourg por um inspirado Stevan Jovetic, Fodé Ballo-Touré procurou Ruben Aguilar no segundo poste. Do alto de seu 1,72 m, o lateral-direito monegasco cabeceou para o chão para aumentar a vantagem (2×0, 47’/1ºT).

Mas o AS Monaco iniciou a segunda etapa da da pior forma possível. Num erro de saída de bola, o Strasbourg aproveitou para diminuir a diferença com Mehdi Chahiri, em seu primeiro toque na bola (2×1, 1’/2ºT).

Uma resposta

Após belo lançamento de Youssouf Fofana, Kevin Volland tocou para Wissam Ben Yedder, que mais uma vez que só teve o trabalho de finalizar (3×1, 8’/2ºT). A segunda assistência do dia para o atacante alemão, que mostra todas as suas qualidades de altruísmo na área e já é um bom complemento para o capitão. Mas o AS Monaco não teve tempo para comemorar, pois Aurélien Tchouameni recebeu um segundo cartão amarelo logo na sequência (11’/2ºT).

Um duro golpe para os Rouge et Blanc. Niko Kovac aproveitou então a oportunidade para colocar em campo o jovem volante Eliot Matazo. Mas em das raras ofensivas adversárias, Ludovic Ajorque foi derrubado por Axel Disasi, que foi expulso também. O atacante do Strasbourg, sem marcar há 10 jogos, aproveitou para converter a cobrança de pênalti e reanimar a partida (3×2, 22’/2ºT). O AS Monaco tinha agora nove contra onze, faltando pouco menos de trinta minutos para o apito final.

De olho no top 5

Uma oportunidade para Chrislain Matsima e Giulian Biancone celebrarem sua estreia nesta temporada da Ligue 1, beneficiando-se de uma reorganização tática. Como diante do Reims no início da temporada, depois de sair perdendo por 2 a 0 e diante do Metz, onde a equipe terminou com dez em campo, foi a garra monegasca que sobressaiu até os últimos momentos. Após 95 minutos de jogo intenso do primeiro ao último segundo, os Rouge et Blanc conquistaram sua terceira vitória nesta temporada.

Os jogadores de Niko Kovac somam mais três pontos neste início de temporada, o que lhes permite avançar temporariamente para o Top 5 da Ligue 1.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.