Fechar
WHAT A GOAL ! 03 Março 2020, 15:00

WAG: Quando Alejandro Alonso calou o Stade du Ray

WAG: Quando Alejandro Alonso calou o Stade du Ray
Ao marcar dois gols no derby em Nice na temporada 2009-2010, o argentino Alejandro Alonso ofereceu a vitória aos monegascos no Stade du Ray (3x1). Para comemorar os 38 anos de nosso ex-capitão, vamos relembrar este dia inesquecível

Sábado, 19 de setembro de 2009. Naquela noite, o Nice, que não conseguia sair da zona de rebaixamento, estava se preparando para receber o vizinho monegasco em seu gramado. Os Aiglons estavam com poucos pontos no início da temporada, com apenas uma vitória em cinco jogos. Por sua parte, os monegascos estavam em sétimo no início da partida, e tinham a oportunidade de aparecer nas vagas europeias. Ninguém no Principado havia esquecido o que ocorreu na temporada anterior no derby da Riviera, quando o Nice venceu por 3 a 1 no Stade Louis-II. Guy Lacombe era o técnico do AS Monaco há algumas semanas e a mensagem era clara: só a vitória interessava no Stade du Ray.

Um início perfeito

O jogo começou com tudo. Aos seis minutos, Nenê foi derrubado na área por Apam e sofreu o pênalti. O brasileiro bateu com força no canto esquerdo, e a mão de David Ospina não foi firme o suficiente para tirar a bola. 1 a 0 para o Monaco. Quatro minutos depois, o ataque vermelho e branco continuou no campo adversário e Gudjohnsen, recém-chegado do Barça, conseguiu desviar uma boa bola em direção a Coutadeur. O jovem meio-campista se jogou para empurrar a bola em direção ao seu capitão Alejandro Alonso, sozinho à direita. Sem qualquer marcação, o argentino bateu sem chances para o goleiro, fazendo o AS Monaco abrir 2 a 0 antes dos quinze minutos de jogo neste derby.

Reação dos donos da casa

Se Loïc Rémy, que havia acabado de chegar ao Nice, conseguiu reduzir o placar antes do intervalo, os jogadores do Rochedo não diminuíram seus esforços. A zaga do Nice sofreu no início do segundo período. No banco, Guy Lacombe pedia que sua equipe continuasse atacando, buscando um terceiro gol. Entre Gudjohnsen, Nenê, Alonso, Gakpé ou Park, o novo técnico monegasco não tinha escassez de perfis ofensivos. Na arquibancada dos visitantes, os torcedores monegascos que fizeram a curta viagem continuavam pressionando.

O argentino marca mais um

E deu certo: aos 26 minutos do segundo tempo, quando o ritmo da partida diminuiu, Alonso liderou um contra-ataque mortal com Park na área oposta. Ele encontra o coreano, que lhe devolveu na corrida. O capitão, muitas vezes mais acostumado a dar assistências do que a marcar gols, encobriu perfeitamente Letizi de cabeça e marcou dois gols pela primeira vez em sua carreira diante da torcida organizada do Nice. Vitória monegasca por 3 a 1 no derby, que mantinha sua quarta temporada de invencibilidade na casa do rival.

 

Sábado, 19 de setembro de 2009 – Stade du Ray
Ligue 1 – 6ª rodada
OGC Nice 1×3 AS Monaco

Gols: Nenê (8’/1ºT), Alonso (12’/1ºT), Rémy (42’/1ºT), Alonso (26’/2ºT)
OGC Nice : Ospina – Apam – Echouafni – Rémy – Hellebuyck – Faé – Ben Saada – Diakité – Cid – Mounier – Paisley
AS Monaco : Mongongu – Alonso – Gudjohnsen – Park – Nenê – Adriano – Ruffier – Traoré – Coutadeur – Costa – Puygrenier

 

 

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.