Fechar
Ligue 1 Conforama 23 Outubro 2020, 22:54

Stevan Jovetic: "O amor pelo futebol venceu"

Stevan Jovetic: "O amor pelo futebol venceu"
Stevan Jovetic falou à imprensa dois dias antes do jogo com o Olympique Lyonnais. O atacante montenegrino fala sobre as dificuldades que passou nos últimos meses e projeta a temporada.

Após chegar ao AS Monaco em 2017, Stevan Jovetic jogou contra o Montpellier sua 50ª partida com a camisa Diagonal. O atacante montenegrino respondeu a perguntas da imprensa antes da partida contra o Olympique Lyonnais, neste domingo, às 21h, no Estádio do Groupama, válido pela 8ª rodada da Ligue 1 Uber Eats.

Stevan, como você está após esses meses difíceis?

Me sinto muito bem. Estou com a equipe há dois meses e meio e posso realizar treinos e jogos. Joguei quatro partidas com a seleção, como titular ou reserva. Estou bem.

Você sente que está crescendo em força?

A cada dia me sinto melhor e melhor. Individualmente, sou um atacante, então preciso marcar e dar assistências. Sempre fiz isso e espero poder fazer no próximo jogo. Contra o Montpellier jogamos bem, principalmente no segundo tempo. Criamos muitas oportunidades, mas precisamos marcar mais, com certeza.

Precisamente, o AS Monaco tem marcado menos ultimamente … Isso dá margem a dúvidas?

Toda a equipe joga para marcar e não sofrer gols. Não temos problemas na mente, vamos enfrentar uma grande equipe no próximo jogo e espero conseguir um bom resultado.

A cada dia me sinto melhor e melhor. Individualmente, sou um atacante, então preciso marcar e dar assistências. Sempre fiz isso e espero poder fazer no próximo jogo.
Stevan Jovetic

Em que posição você se sente melhor?

Em minha carreira, joguei em várias posições em campo. Às vezes eu era um atacante isolado, às vezes com dois, pelo lado. Nesta formação, que é um 4-3-3, sinto-me bem na esquerda mas se tiver que jogar um pouco mais atrás também conseguiria.

O objetivo é ajudar Wissam Ben Yedder a não ficar sozinho, para que ele possa continuar sua boa série?

Concordo que é mais fácil para ele quando está bem rodeado na área do que com alas que vão ao longo da linha lateral. Estamos agindo pelo Wissam, mas também por toda a equipe.

Como avalia o início de temporada do clube?

Acho que poderíamos ter mais 3-4 pontos, mas isso é futebol. Às vezes, não jogando bem, é possível vencer. Outras vezes é o contrário. O importante é que consigamos jogar para marcar e somar o máximo de pontos possível. Temos muitos bons jogadores para chegar a competições europeias.

Você jogou em quatro dos cinco principais campeonatos. É mais difícil marcar na França?

É na Itália que é mais difícil fazer gols. Se eu tivesse que fazer uma classificação, diria que depois é na Inglaterra, depois na Espanha e finalmente na França.

Ser decisivo na Seleção lhe dá confiança para jogar pelo AS Monaco?

Cada jogo com a seleção é importante. Estamos jogando uma competição oficial com Montenegro, a Liga das Nações. Sou capitão e é uma verdadeira honra. Dos quatro jogos que fiz pelo meu país desde o início da temporada, marquei três golos e dei uma assistência, o que é bom.

O Stevan Jovetic é um jogador do mais alto nível com experiência, mas está lesionado há muito tempo e aos poucos vamos com ele. Ele precisa ser protegido. Cuidamos dele, ele está melhorando e mostrando coisas boas a cada dia nos treinos. Ele marca, e também é muito decisivo na sua seleção. É dando-lhe tempo que poderemos acompanhá-lo ao seu melhor nível.
Niko KovacTreinador do AS Monaco

O que você acha de Niko Kovac, que chegou neste verão?

Quando conversei com alguém da equipe, disse a eles que tive 29 treinadores em minha carreira. Cada treinador tem sua visão e temos que aceitá-la para que possamos alcançar o que desejam. Niko Kovac precisa de tempo, chegou há três meses, mas hoje já podemos dizer que está fazendo um bom trabalho.

Quando você passou por essas diferentes lesões, você pensou em desistir da carreira?

Lesões são coisas que você não pode controlar. Eu tive duas no joelho. Foi um ano difícil, mas estou feliz por voltar e poder jogar. Preciso de continuidade e regularidade. É verdade que não tem sido uma temporada fácil, mas jogo futebol há 23 anos e é uma coisa que gosto muito. O amor pelo futebol venceu.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.