Fechar
Interview 11 Setembro 2020, 17:03

Kevin Volland: "Feliz por estar no AS Monaco"

Kevin Volland: "Feliz por estar no AS Monaco"
Com dez dia de AS Monaco, com quem assinou contrato até junho de 2024, o selecionável alemão (10 internacionalizações) foi apresentado à imprensa na companhia de Oleg Petrov e Paul Mitchell, dois dias antes de receber o Nantes no Stade Louis-II.

Ele jogou quase 250 jogos de Bundesliga em sua carreira. Artilheiro nato (77 gols) e garçom (62 assistências), Kevin Volland, de 28 anos, assinou com o AS Monaco no início deste mês. Procurado por Niko Kovac, o versátil atacante alemão, que pode jogar em todas as posições na frente, apareceu pela primeira vez diante da imprensa nesta tarde de sexta-feira. Dois dias antes de receber o FC Nantes no Stade Louis-II (17h), o antigo jogador do Bayer Leverkusen compartilhou as suas primeiras impressões com Oleg Petrov e Paul Mitchell. Confira trechos.

Kevin, como você aborda sua primeira experiência no exterior?

Olá a todos, estou muito feliz por estar aqui e por me juntar ao AS Monaco. É realmente uma experiência nova para mim. É um campeonato diferente, tem muita velocidade nesse campeonato, muito duelo, box-to-box. Os primeiros dias correram muito bem, fui muito bem integrado pelos meus novos companheiros. Espero me adaptar rapidamente à Ligue 1, já que existem diferenças entre a Alemanha e a França, eu definitivamente precisaria de algum tempo.

Conte-nos sobre seu primeiro jogo com o AS Monaco, em amistoso contra o Nice …

Esta primeira partida foi uma boa experiência. Foi difícil para mim porque cheguei a Mônaco dois dias antes. Ainda tenho muito a descobrir, muito a aprender sobre o estilo de jogo na França. Não fiz uma pré-temporada este ano, pois terminamos o campeonato na Alemanha há algumas semanas. Talvez precise de um tempinho, mas se o treinador me chamar, estarei lá no domingo contra o Nantes.

Uma das minhas primeiras lembranças do AS Monaco foi ter a camisa de Fernando Morientes quando o time foi para a final da Liga dos Campeões. Depois, no ano em que joguei contra o AS Monaco (2016), era uma equipe muito forte, com grandes jogadores, que terminou campeã da França e que disputou uma semifinal da Liga dos Campeões.
Kevin Volland

Você conhece Jürgen Klinsmann jogou aqui no Mônaco. Você acha que está indo tão bem quanto ele?

(Sorriso) Jürgen Klinsmann é uma lenda na Alemanha, um dos melhores atacantes da história do país. Sei que ele jogou aqui e teve muito sucesso com o AS Monaco e, obviamente, espero marcar tantos gols quanto ele. De todo jeito, vou tentar.

Porque escolheu o AS Monaco, tem alguma recordação deste clube?

Uma das minhas primeiras lembranças do AS Monaco foi ter a camisa de Fernando Morientes quando o time foi para a final da Liga dos Campeões. Depois, no ano em que joguei contra o AS Monaco (2016), era uma equipe muito forte, com grandes jogadores, que terminou campeã da França e que disputou uma semifinal da Liga dos Campeões. É um grande clube com uma grande história e é por isso que decidi me juntar ao AS Monaco.

Qual é o seu melhor pé?

Acho que meu pé esquerdo é o melhor, mas consigo marcar com os dois pés.

Você já jogou com a seleção alemã. É uma meta para você voltar?

Joguei pela seleção nacional há quatro anos. Joguei 10 partidas com a Nationalmannschaft e foi uma ótima experiência. Mas o nível está muito alto e o grupo já estava formado na época, então foi difícil para mim. E desde então, eles queriam rejuvenescer o time, então é complicado para mim. Apesar de tudo, ainda estou em boa forma e obviamente espero voltar.

Oleg Petrov, Vice-Presidente e gerente geral:

A última vez que estivemos aqui foi antes do início da temporada. Desde então, fizemos duas partidas, muito competitivas, mas muito positivas. Mostramos espírito de luta, o que é muito importante para o Paul, o Niko e para mim. Estamos trabalhando muito no clube para voltarmos ao topo. Hoje estou muito feliz em apresentar vocês ao Caio Henrique e ao Kevin Volland. Tenho certeza que eles vão agregar muito para a equipe.”

Paul Mitchell, Diretor Esportivo:

O ponto forte do perfil do Kevin é que ele é versátil, pode jogar em qualquer lugar, em qualquer posição do ataque. Em minhas equipes, gosto de introduzir a competição. Com Kevin, você tem muitas opções. Não sou o técnico, mas meu trabalho é formar uma equipe com perfis complementares, para equilibrar o elenco. Eu obviamente acho que ele pode fazer uma grande parceria com o Wissam Ben Yedder, eles têm qualidades para jogar juntos.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.