Fechar
Ligue 1 Conforama 03 Outubro 2020, 17:07

Foco no Stade Brestois

Foco no Stade Brestois
Depois de um início muito complicado no campeonato, o Stade Brestois obteve duas vitórias nos últimos três jogos. Confira uma apresentação sobre nossos adversários deste final de semana

Sempre há algo acontecendo no Stade Francis-Le Blé. Quer seja a vitória de Brest, frente ao Lorient há duas semanas (3×2), ou a derrota dos jogadores de Olivier Dall’Oglio nos últimos momentos frente ao OM durante a segunda rodada (3×2), nunca ficamos entediados na ponta da Bretanha nesta temporada. Uma impressão que rapidamente se nota nos números, já que o Stade Brestois 29 ainda não empatou nesta temporada na Ligue 1.

Três jogadores formados no AS Monaco

Depois de cinco jogos disputados, os companheiros de Irvin Cardona tiveram duas vitórias e três derrotas até o momento. Duelos sistematicamente pontuados com gols e espetáculo, o que faz do Brest o terceiro melhor ataque do campeonato, empatado com o… Monaco. Mas também a pior defesa da elite até agora, com nada menos do que 12 gols sofridos, cinco deles em casa.

Foi esta fragilidade defensiva que impediu o SB29 de obter o resultado esperado frente ao Olympique de Marselha, apesar de 19 remates contra 7 do OM. Os companheiros de Ibrahima Diallo (agora no Southampton) e Romain Faivre, também formados na Academy do AS Monaco, assim como Irvin Cardona, vencedor da Copa Gambardella em 2016 com os Rouge et Blanc, sempre buscam o ataque, ainda que Olivier Dall’Oglio admitisse ter centrado as sessões dos últimos dias em parte no trabalho defensivo, ele que já oferecia um jogo ofensivo e ambicioso no banco do Dijon.

Força ofensiva

É preciso dizer que o Brest sofreu mais três gols em Angers no último fim de semana (derrota por 3×2), o que eleva para 2,4 a média de gols sofridos por jogo. Ainda assim, os bretões, que terminaram em 14º lugar na última temporada quando a Ligue 1 foi precocemente encerrada, têm alguns pontos fortes ofensivos. Além de Irvin Cardona, que chegou do clube do Principado no verão de 2019 e autor de um golaço em Dijon, Gaëtan Charbonnier, Steve Mounié e o lateral-esquerdo Romain Perraud já marcaram dois gols desde a retomada .

Dois outros reforços deste verão também balançaram as redes: Franck Honorat e Romain Philippoteaux. Também importante, o Brest perdeu apenas três das últimas 16 partidas da Ligue 1 no Stade Francis-Le Blé desde que voltou à elite no ano passado. Os comandados de Niko Kovac terão, portanto, muito o que fazer fora de casa após o triunfo em Metz na segunda rodada (1×0) e a derrota magra no final do jogo contra o Rennes há duas semanas (2×1).


Trechos das coletivas de imprensa

Não tenho medo de lançar os jovens. Eles podem cometer erros, você tem que saber dá-los uma chance para que possam progredir. Estou feliz com o desempenho deles até agora. Às vezes eles podem cair, mas o importante é que se levantem e nós estaremos lá para ajudá-los. Faz parte do processo de aprendizagem.
Niko Kovac
No AS Monaco existe um grande contingente de jogadores sem tempo de jogo. Para equipes como a nossa, é interessante olhar nesta direção e depois ver se podemos oferecer tempo de jogo para esses meninos. Contratar jovens jogadores assim, são apostas, mas ainda assim calculadas. Nossos recrutadores os seguem há muito tempo para que possamos identificar potenciais. Nossos três monegascos são apostas vencedoras em todo caso.
Olivier Dall’Oglio

Stade Brestois x AS Monaco em números

. 23: É o número de partidas na Ligue 1, com 13 vitórias do AS Monaco, 5 empates e 5 derrotas (41 gols marcados, 15 sofridos).
. 11: O total dos confrontos na Bretanha, com 5 vitórias monegascas, 3 empates e 3 derrotas (14 gols marcados, 11 sofridos).
. 56,5%: É a porcentagem de derrotas do Stade Brestois contra o AS Monaco na elite, ou seja, o pior registro das 19 outras equipes da Ligue 1 contra os Rouge et Blanc, atrás de Angers (80%) e Nantes (57, 1%).
. 76: Essa é a quantidade de finalizações dos bretões nesta temporada na primeira divisão. Apenas Lyon (101) e Paris (77) fizeram melhor.
. 16: O número de jogos consecutivos em que o AS Monaco marcou pelo menos um gol na Ligue 1.

AS Monaco uses cookies on this website. With your agreement, we use them to access how this website is used (analytic cookies) and to adapt it to your needs and interests (customization cookies depend on your browsing and your browser). By continuing your browsing, you give us the permission to use them.