Fechar
Sem categoria 29 Janeiro 2021, 21:29

Niko Kovac: “Continuar a trabalhar com humildade”

Niko Kovac: “Continuar a trabalhar com humildade”
Ainda invicto em 2021 com o AS Monaco, o treinador dos Vermelhos e Brancos falou com a imprensa dois dias antes da partida frente ao Nantes no Stade de la Beaujoire (pontapé inicial às 17h).

Ele só venceu no ano de 2021. Em quatro partidas contra Lorient (5-2), Angers (3-0), Montpelier (3-2) e Marseille (3-1), Niko Kovac e seus jogadores mostraram uma cara bastante ofensiva. Um sucesso que os monegascos esperam mostrar mais uma vez no próximo domingo contra o FC Nantes no Stade de la Beaujoire (17h com portões fechados), no encerramento da 23ª rodada da Ligue 1. No aguardo da partida, o treinador dos Vermelhos e Brancos esteve na coletiva de imprensa dois dias antes do encontro para falar do momento atual de seu grupo. Confira.

Bom dia treinador. Você pode falar dos lesionados, mais exatamente de Gelson e Cesc?

Como disse antes, faremos de tudo para que ele esteja de volta. A comissão médica me disse que era necessária uma pequena intervenção cirúrgica. Faremos o nosso melhor para que ele volte o mais cedo possível. Mas enquanto Aleksandr Golovin esteve lesionado, não pude me comprometer ao dizer quando ele voltaria. Cesc voltou aos treinamentos coletivos. Ele não fez todo o período, então diria que ele precisa de mais tempo para retornar. Fazem seis semanas que ele está ausente. Vamos tomar o nosso tempo.

É complicado para você gerir um grupo jovem durante as vitórias?

Entendi que meus jogadores querem mais, que eles querem estar no topo da tabela. É positivo. Mas faremos as coisas trabalhando duro. Vivemos momentos diferentes ultimamente. Quatro vitórias em novembro, depois uma série de três derrotas e, de novo, quatro vitórias seguidas. Temos que manter os pés no chão e continuar a trabalhar com humildade. Estamos num processo, é importante trabalhar, ainda temos 17 jogos e o caminho é muito longo.

Stevan faz um bom trabalho, ele está bem no momento. Ele precisava de tempo para trabalhar no aspecto defensivo. Ele está numa forma física muito interessante no momento. É alguém com quem você pode contar e que pode mudar a cada de uma partida, como Golo. Qualquer treinador estaria feliz por ter um jogador como ele
Niko KovacTreinador do AS Monaco

Como Stevan Jovetic fica ao não iniciar os jogos, mesmo sendo decisivo?

Não é fácil para um treinador, pois os jogadores trabalham duro durante toda a semana. Mas Wissam e Kevin marcaram 19 gols juntos e deram muitas assistências desde o início da temporada. Stevan deve ser paciente para ter oportunidades. Guillermo também teve paciência e acabou aproveitando a sua chance. Stevan faz um bom trabalho, ele está bem no momento. Ele precisava de tempo para trabalhar no aspecto defensivo. Ele está numa forma física muito interessante no momento. É alguém com quem você pode contar e que pode mudar a cada de uma partida, como Golo. Qualquer treinador estaria feliz por ter um jogador como ele. Claro que conversamos, eu falo com meus jogadores e com Stevan. É difícil para um jogador quando o treinador não se comunica.

Mas veja, as opiniões entre um treinador e os jogadores normalmente são diferentes. O diálogo é uma coisa boa. Mais uma vez, estou contente com suas performances atualmente. Houve muitas lesões depois que ele chegou ao clube. Para ter um bom desempenho, você deve estar no máximo de suas capacidades. Ainda mais para jogar como queremos. Ele ainda não está 100% fisicamente, mas ele evolui bem. Sou repetitivo, mas a preparação física é muito importante para realizar uma boa performance em campo, para repetir os esforços numa intensidade alta. Ele pode fazer mais, mas estou contente com o seu desempenho atualmente.

O que mudou com Guillermo Maripán para ele voltar ao time?

Para mim, ele é um grande profissional. Ele não reclamou enquanto não jogou. Ele continuou a trabalhar no cotidiano durante os treinamentos e até perguntava à comissão se podia fazer mais. Ele aguardou a sua vez e hoje está bem, aproveitando a sua chance. Quando você não tem a oportunidade de jogar, é preciso trabalhar e despertar a vontade para o treinador aproveitar as suas qualidades quando você tem a chance. Disse para ele não deixar o desempenho cair e continuar assim. Ele organiza o jogo desde a defesa hoje e fala bastante com seus companheiros. Sobre isso, ele soube aproveitar o seu momento e hoje mostra que é um grande profissional.

Ele permite que Benoît Badiashile tenha mais calma…

Ele é sul-americano e, por natureza, esses jogadores possuem um espírito real de vitória, uma raça, o desejo de vencer com agressividade. É importante ter esse tipo de jogador. Benoît, Axel e Chrislain são jogadores que precisam ver o que é necessário como ingrediente para fazermos boas performances. É importante que Guillermo esteja aqui para jogar e aconselhar seus jovens companheiros. Ele é uma boa referência e acredito que é positivo encontrar o bom equilíbrio entre os jovens e os mais experientes.

Como o Covid impacta o nível do campeonato?

A pandemia é igual para todos os times. É difícil para o clube gerir isso. Não é fácil, devemos nos adaptar e nos antecipar. Sempre temos medo que os jogadores sejam contaminados. Não sei se o campeonato é mais competitivo por esse motivo de saúde e, para mim, a Ligue 1 já é um campeonato de topo. É uma situação estranha e diria que isso não impacta não só o futebol, mas a vida de todos.

Jean-Michel Aulas defende uma Ligue 1 mais fechada com 16 clubes. Qual a sua opinião?

É complicado dizer. Quando você está no alto da tabela, é fácil dizer isso, mas quando é um pequeno, você quer continuar na Ligue 1. No meu ponto de vista, ter 16 clubes é pouco. A França é um país grande, então, para mim, 20 clubes é um bom número e não temos motivo para reduzir o campeonato. Se posso fazer a comparação com a Alemanha, penso que a Ligue 1 é bastante competitiva e vocês ainda são campeões do Mundo, então acredito que não há motivo para discutir.

Djibril Sidibé cometeu erros no início da temporada, mas agora ele é muito importante em seu sistema. Como você julga o seu valor?

Todos nós cometemos erros, começando por mim. Isso faz parte do trabalho. Farei outro no futuro. Eles acontecem e, como já disse, nós ganhamos e perdemos juntos. Djibril está bem ultimamente, mesmo se Ruben faz um bom trabalho desde o começo da temporada. Atualmente, Djibril possui mais tempo de jogo, pois ele permite com que a gente construa com três atrás. No último jogo, talvez houve um erro no gol, mas devemos seguir em frente e não parar aí. Djibril é um rapaz muito bom, inteligente e ajuda bastante a equipe com a sua experiência.

Você está surpreso com a adaptação rápida de Kevin Volland?

Não, não estou surpreso com a sua adaptação na Ligue 1, pois já conhecia suas qualidades. Quando ele jogava no Hoffenheim e no Leverkusen, ele marcava 15 gols e dava dez assistências por temporada. Ele possui qualidades e talvez isso seja surpreendente pra vocês, mas eu já conhecia o seu potencial. Com Paul Mitchell e Oleg Petrov, acho que realmente fizemos um bom negócio. Precisamos desse tipo de jogador que é importante para o coletivo. Além disso, é um rapaz sensacional, um homem de mentalidade evoluída. Quando enfrentei ele, era difícil de jogar contra (risos). Ele foi jogador da seleção da Alemanha e espero que ele tenha a oportunidade de defender as cores de seu país no futuro mais uma vez. De qualquer forma, ele possui todas as armas para voltar, pois está jogando em alto nível num campeonato competitivo.

A dupla Tchouaméni-Fofana está evoluindo e não comete tantos erros. Você está satisfeito com a evolução deles?

Eles aprendem diariamente e evoluem bastante, como toda a equipe. Eles também são grandes amigos fora de campo, são próximos. Eles são capazes de defender bem e isso é importante para o equilíbrio da equipe. Mas também estou contente por Aurélien ter marcado o seu primeiro gol contra o Marseille. Ele precisava de um tempo para aprender. Youssouf ficou no banco durante alguns jogos no começo da temporada, pois ele precisava entender o que eu queria dele. Mas também estou muito contente com a sua evolução. São dois jogadores que possuem um belo futuro, vocês verão.

Rise. Risk. Repeat.

MAS DE FATO, PARA QUE SEUS COOKIES SÃO USADOS? 🤔

Você os aceita várias vezes por dia nos vários sites que visita. Mas o que você sabe sobre eles? Obviamente, os cookies não são comidos e também não são perigosos. Eles apenas nos ajudam a personalizar sua experiência na Internet. Quando você visita o asmonaco.com, eles nos permitem primeiro analisar o público e o desempenho do site. E eles nos servem principalmente para fornecer a você anúncios e conteúdo que correspondem ao que você gosta. Observe que você pode alterar suas preferências a qualquer momento, graças aos regulamentos sobre proteção de dados pessoais. Ou entre em contato com nossa equipe para qualquer esclarecimento. Obrigado por sua confiança!

Cookies strictement nécessaires
Cookies statistiques
Cookies tiers